Exposição Brazilian Design – Modern and Contemporary Furniture em Berlim

Pouca tecnologia, grande significado

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha disse várias vezes que “O objeto é uma história sobre nós”, hoje podemos expandir esta ideia e dizer que o objeto é uma história sobre o nosso tempo.

De uma perspectiva histórica, existem dois momentos significativos que servem como pontos de partida para que possamos começar a falar sobre o design brasileiro.

O primeiro começou durante um período de coragem e talento, nos anos 50, quando uma nova arquitetura nascia no Brasil, composta por concreto e vidro, distintamente moderna. Arquitetos e artistas encontraram inspiração nessa expressão estética de design de móveis que complementariam novas estruturas espaciais. Designers pesquisaram e se aventuraram por caminhos desconhecidos; os resultados se tornaram clássicos de nossa geração.

O segundo momento se afasta de sua raiz modernista devido a um grande vácuo criativo, a longa e desolada quietude de 20 anos de ditadura militar quando quase todas as expressões caíram em silêncio.

Este lamentável período impediu o progresso dos conceitos que estavam sendo formados a partir de madeira e aço: Joaquim Tenreiro, o mestre do Jacarandá; Sergio Rodrigues, que ainda está refinando seu processo depois de 60 anos de profissão; José Zanine Caldas, o primeiro a tirar vantagem da madeira laminada; Paulo Mendes da Rocha, cuja cadeira tornou-se um Best-seller 60 anos após sua criação e Lina Bo Bardi, a grande mestra italiana que descobriu a riqueza da cultura brasileira.

Consequentemente, o design contemporâneo começou a ser consistente apenas na virada do milênio. Em nossas peculiaridades, inexplorados valores brasileiros renasciam. Há uma inversão no olhar, uma vez focado apenas na estética europeia, agora se voltam as nossas tradições originais. É um momento no qual o artesanato é transportado para uma linguagem contemporânea. É também um momento de liberdade e coragem para explorar a criação de uma nova língua, apesar dos recursos tecnológicos ou de mercado do design internacional.

Então, o que é o Design Brasileiro no cenário internacional? Na verdade não temos uma identidade formal singular, nem mesmo uma direção única para apontar. Nós também não temos tradições ou fundo histórico que nos impeça de criar algo novo. É possível que a liberdade, leveza e espontaneidade sejam o que nos define.

Da nossa deficiência histórica de recursos emergiu a nova perspectiva para criações contemporâneas – o design de possibilidades. Sem ter uma indústria disposta a investir em novos materiais e tecnologias, a geração atual de designers brasileiros está coerentemente estabelecendo novos conceitos, definidos pela necessidade. Esta falta de recursos acentua a imaginação, expande as possibilidades criativas e estimula a busca por novas soluções. O uso de cores, texturas, materiais inusitados e artesanatos remetem ao nosso universo criativo. É um conceito de ‘pouca tecnologia’ conduzindo para ‘grande significado’.

Design Brasileiro: Moveis Modernos & Contemporâneos (Brazilian Design – Modern and Contemporary Furniture) destaca vários novos talentos, o trabalho de Dominique Tótora, por sua sensibilidade e experiência na criação de artesanatos de alta qualidade feitos com papelão reciclado; Carlos Motta, com sua habilidade de alternar entre o uso de madeiras leves e pesadas; Rodrigo Almeira, por sua coerência construtiva no acumulo de materiais inusitados e Zanini de Zanine por sua criação eclética e domínio de várias técnicas. E, por último, mas não menos importante, Fernando e Humberto Campana, com sua grande exuberância e irreverência, que pelos últimos 20 anos quebraram muitos paradigmas com seu trabalho explosivo como o banco Peixe – o início de tudo. *(traduzido do site Brazilian Furniture Design.)

MARIA HELENA ESTRADA

 

Fotos da exposição por Soraia Novaes

 

A exposição Brazilian Design – Modern and Contemporary Furniture acontece do dia 23 de março ao dia 05 de maio no Stilwerk Mall & Galerei Zeitlos, Kantstraße 17 10623 Berlin – D, das 10h às 19h. Para mais informações visite o site Brazilian Furniture Design.