27° prêmio do Museu da Casa Brasileira

 

 

Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, realiza no dia 26 de novembro, às 19h30, a cerimônia pública de premiação do 27º Prêmio Design MCB, quando serão revelados os seus premiados e finalistas. No dia seguinte, 27 de novembro às 19h, o museu realiza de forma inédita um encontro com o júri, oferecendo ao público a oportunidade de conhecer a visão dos coordenadores das comissões julgadoras sobre os trabalhos eleitos e o design brasileiro nesta edição. Com a participação de Elaine Ramos (concurso do cartaz), Ivens Fontoura (produtos) e Marcos Braga (trabalhos teóricos), a visita especial tem inscrições gratuitas pelos contatos: (11) 3032.3727 ou [email protected].Totalizando 836 inscrções, esta edição desafiou profissionais, estudantes, estúdios e empresas produtoras nas categorias: mobiliário, utensílios, iluminação, têxteis, equipamentos eletroeletrônicos, equipamentos de construção, equipamentos de transporte, trabalhos escritos publicados, além de suas respectivas modalidades para protótipos e trabalhos escritos não publicados.O resultado final, que reúne cerca 80 trabalhos, entre produtos, protótipos e publicações premiadas e finalistas, fica em exposição no MCB até 26 de janeiro de 2014, juntamente com os cartazes eleitos e a peça gráfica vencedora deste ano (imagem acima). A mostra 27º Prêmio Design traz uma seleção feita com base em critérios como originalidade, concepção formal, inovação tecnológica, adequação ao mercado, viabilidade industrial, segurança e proteção ambiental.Neste ano, as comissões julgadoras de produto e trabalhos teóricos passaram a ter coordenadores exclusivos. Ivens Fontoura (PR) coordenou o júri das categorias de produto, formada por Anderson Freitas, Artur Grisanti Mausbach, Auresnede Pires Stephan, Carlos Fortes, Edison Barone, Ernesto Harsi, Fabio Ferrero, Flávia Pagotti Silva, Francisco Segnini, João Bezerra de Menezes, Juliana Iwashita Kawasaki, Luis Antonio Jorge, Luis Emiliano Avendaño, Marco Túlio Boschi, Maria Helena Estrada, Maria Regina Marques, Romy Hayashi, Sidney Rufca, Silgia Aparecida Costa e Sirlene Maria da Costa.“Nas duas fases de avaliação dos mais de 800 inscritos do 27º Prêmio Design MCB, foi possível compartilhar a visão geral e a experiência individual dos especialistas para cada uma das categorias. O conhecimento e a experiência dos jurados somaram-se à visão global do design, no sentido de posicionar o design brasileiro diante do perfil mundial atual e de seu futuro”, revela Ivens Fontoura. “Os produtos premiados formam um recorte significativo da produção nacional e poderiam, com certeza, disputar os primeiros lugares em concursos internacionais de design”.Marcos da Costa Braga (SP) esteve à frente da comissão responsável pela avaliação dostrabalhos escritos, composta por Ágata Tinoco, Alécio Rossi Filho, Alessandro Castroviejo Ribeiro, André Leme Fleury, Andréa de Souza Almeida, Antonio Franco, Carlos Faggin, Carolina Garcia, Cibele Haddad Taralli, Cristiane Aun Bertoldi, Débora Gigli Buonano, Denise Dantas, Fausto Roberto Poço Viana, Helena Rugai Bastos, Káthia Castilho, Marilena de Oliveira Costa Pini, Myrna de Arruda Nascimento, Nara Sílvia Marcondes Martins, Paula de Vincenzo Fidelis Mattos, Paulo Eduardo Fonseca de Campos, Ricardo Nakamura, Robinson Salata, Sonia Valentim, Teresa Maria Riccetti, Valéria Fialho e Zuleica Schincariol.“O júri dos trabalhos escritos foi composto por especialistas das áreas temáticas nas quais se circunscreviam as publicações: design de produto, design informacional, design e moda, arquitetura, materiais e processos, ergonomia, consumo e história do design e da arquitetura”, explica Marcos Braga. “Na avaliação, nos orientamos pela qualidade expressa nos critérios de originalidade, redação, objetividade e contribuição ao tema proposto. Em especial nos trabalhos escritos não publicados, dedicou-se mais atenção ao grau de ineditismo em relação ao tema ou à abrangência em direções de áreas pouco pesquisadas”.Bolsa de estudosNa cerimônia de premiação em 26 de novembro será revelado o ganhador da bolsa de estudos para um curso de design em Milão (Itália). A ação, que também inclui passagem aérea ida/volta, faz parte da parceria entre o Museu da Casa Brasileira e a Domus Academy. Um comitê formado por membros do corpo docente da Domus Academy fez a seleção entre os participantes, a partir de atributos do produto inscrito e currículo do autor.Os estudantes e recém-formados (até 2 anos) inscritos nas categorias mobiliário eiluminação e suas respectivas modalidades para protótipos, classificados para a segunda fase de avaliação, puderam se candidatar até o dia 4 de outubro. O contemplado poderá optar por um curso dentre os oferecidos pela escola em sua grade de 2014, a ser realizado entre junho e agosto, na Domus Academy/Nuova Accademia Belle Arti Milano. Apoio: Casa Claudia, Arquitetura e Construção, Arc Design, BoomSPDesign, Living Design, Paralela Gift, Arq!Bacana e Domus Academy No dia seguinte, 27 de novembro às 19h, o museu realiza de forma inédita um encontro com o júri, oferecendo ao público a oportunidade de conhecer a visão dos coordenadores das comissões julgadoras sobre os trabalhos eleitos e o design brasileiro nesta edição. Com a participação de Elaine Ramos (concurso do cartaz), Ivens Fontoura (produtos) e Marcos Braga (trabalhos teóricos), a visita especial tem inscrições gratuitas pelos contatos: (11) 3032.3727 ou [email protected].Totalizando 836 inscrções, esta edição desafiou profissionais, estudantes, estúdios e empresas produtoras nas categorias: mobiliário, utensílios, iluminação, têxteis, equipamentos eletroeletrônicos, equipamentos de construção, equipamentos de transporte, trabalhos escritos publicados, além de suas respectivas modalidades para protótipos e trabalhos escritos não publicados.O resultado final, que reúne cerca 80 trabalhos, entre produtos, protótipos e publicações premiadas e finalistas, fica em exposição no MCB até 26 de janeiro de 2014, juntamente com os cartazes eleitos e a peça gráfica vencedora deste ano (imagem acima). A mostra 27º Prêmio Design traz uma seleção feita com base em critérios como originalidade, concepção formal, inovação tecnológica, adequação ao mercado, viabilidade industrial, segurança e proteção ambiental.Neste ano, as comissões julgadoras de produto e trabalhos teóricos passaram a ter coordenadores exclusivos. Ivens Fontoura (PR) coordenou o júri das categorias de produto, formada por Anderson Freitas, Artur Grisanti Mausbach, Auresnede Pires Stephan, Carlos Fortes, Edison Barone, Ernesto Harsi, Fabio Ferrero, Flávia Pagotti Silva, Francisco Segnini, João Bezerra de Menezes, Juliana Iwashita Kawasaki, Luis Antonio Jorge, Luis Emiliano Avendaño, Marco Túlio Boschi, Maria Helena Estrada, Maria Regina Marques, Romy Hayashi, Sidney Rufca, Silgia Aparecida Costa e Sirlene Maria da Costa.“Nas duas fases de avaliação dos mais de 800 inscritos do 27º Prêmio Design MCB, foi possível compartilhar a visão geral e a experiência individual dos especialistas para cada uma das categorias. O conhecimento e a experiência dos jurados somaram-se à visão global do design, no sentido de posicionar o design brasileiro diante do perfil mundial atual e de seu futuro”, revela Ivens Fontoura. “Os produtos premiados formam um recorte significativo da produção nacional e poderiam, com certeza, disputar os primeiros lugares em concursos internacionais de design”.Marcos da Costa Braga (SP) esteve à frente da comissão responsável pela avaliação dostrabalhos escritos, composta por Ágata Tinoco, Alécio Rossi Filho, Alessandro Castroviejo Ribeiro, André Leme Fleury, Andréa de Souza Almeida, Antonio Franco, Carlos Faggin, Carolina Garcia, Cibele Haddad Taralli, Cristiane Aun Bertoldi, Débora Gigli Buonano, Denise Dantas, Fausto Roberto Poço Viana, Helena Rugai Bastos, Káthia Castilho, Marilena de Oliveira Costa Pini, Myrna de Arruda Nascimento, Nara Sílvia Marcondes Martins, Paula de Vincenzo Fidelis Mattos, Paulo Eduardo Fonseca de Campos, Ricardo Nakamura, Robinson Salata, Sonia Valentim, Teresa Maria Riccetti, Valéria Fialho e Zuleica Schincariol.“O júri dos trabalhos escritos foi composto por especialistas das áreas temáticas nas quais se circunscreviam as publicações: design de produto, design informacional, design e moda, arquitetura, materiais e processos, ergonomia, consumo e história do design e da arquitetura”, explica Marcos Braga. “Na avaliação, nos orientamos pela qualidade expressa nos critérios de originalidade, redação, objetividade e contribuição ao tema proposto. Em especial nos trabalhos escritos não publicados, dedicou-se mais atenção ao grau de ineditismo em relação ao tema ou à abrangência em direções de áreas pouco pesquisadas”.Bolsa de estudosNa cerimônia de premiação em 26 de novembro será revelado o ganhador da bolsa de estudos para um curso de design em Milão (Itália). A ação, que também inclui passagem aérea ida/volta, faz parte da parceria entre o Museu da Casa Brasileira e a Domus Academy. Um comitê formado por membros do corpo docente da Domus Academy fez a seleção entre os participantes, a partir de atributos do produto inscrito e currículo do autor.Os estudantes e recém-formados (até 2 anos) inscritos nas categorias mobiliário eiluminação e suas respectivas modalidades para protótipos, classificados para a segunda fase de avaliação, puderam se candidatar até o dia 4 de outubro. O contemplado poderá optar por um curso dentre os oferecidos pela escola em sua grade de 2014, a ser realizado entre junho e agosto, na Domus Academy/Nuova Accademia Belle Arti Milano. Apoio: Casa Claudia, Arquitetura e Construção, Arc Design, BoomSPDesign, Living Design, Paralela Gift, Arq!Bacana e Domus Academy