Agência carioca assina o design da marca dos Jogos Olímpicos Rio 2016

Rio 2016

Lançada no réveillon de Copacabana, pouco antes da entrada oficial no ano de 2011, a marca dos Jogos Olímpicos Rio 2016 já conquistou a população brasileira. A criação da marca, assinada pela Tátil Design, foi concorrida por 139 agências em um processo que teve início em março de 2010. Depois de duas fases do processo seletivo, oito finalistas foram julgadas por uma comissão que anunciou a decisão no início de setembro.

A empresa brasileira Tátil, de consultoria estratégica, construção e gestão de marcas, desenvolveu mais de 50 marcas diferentes antes de chegar ao resultado final. “É a marca síntese do calor humano, da paixão e transformação”, afirma Fred Gelli, responsável pela estratégia, conceituação e criação da marca. Gelli acredita que depois de quase dois meses de um processo cocriativo e colaborativo de uma grande equipe, a agência encontrou uma solução original, que traduz a essência dos Jogos. O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, que esteve no lançamento da marca, a definiu como “uma escultura cheia de vazios que deixam a imaginação entrar”.

O design foi desenvolvido de modo a misturar volumes e forma, luz e sombra, em uma imagem que tem frente e verso e pode ser vista por todos os ângulos. O símbolo, com visibilidade mundial nos próximos seis anos, abre espaço para interações e interpretações variadas. Os elementos, como as figuras humanas, podem representar diferentes atletas ou a população brasileira, unida e abraçando os Jogos. O Pão de Açúcar, ícone da cidade-sede dos Jogos Olímpicos, é retratado de forma mais abstrata, com curvas discretas que representam a natureza do Rio.

Já a combinação de cores mostra a essência do Brasil, sua vivacidade e alegria, através das três cores da bandeira do país: o amarelo representa o sol e o calor do povo brasileiro, o azul é a fluidez da água que envolve o país e do jeito carioca de levar a vida, e o verde retrata as florestas e, abstratamente, a esperança que sempre acompanha a população de todo o Brasil. Além disso, todos os elementos juntos formam a palavra “Rio” se vistos de um dos ângulos possíveis. A criação de uma marca em 3D vai permitir o uso pioneiro em produtos, objetos, holografias e mídias 3D, além de ser aplicada com a tecnologia da estereolitografia (impressão em objetos 3D).

O logotipo, que traz o nome ‘Rio 2016’, segue o mesmo conceito da marca e traduz a essência do Rio de Janeiro: é fluida, leve, como se fosse um gesto, e, com o toque humano do conceito, traduz a simpatia carioca. A combinação harmônica do logotipo e da marca, e a simplicidade fluida do resultado final agradaram a grande maioria do público, conforme apontado por pesquisas de opinião feitas após o lançamento. Declarações de profissionais da área também confirmam a aceitação positiva do símbolo dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

“Tem harmonia gráfica e movimento contínuo, necessário na prática de todos os esportes. Ainda consegue ser em 3D, com ângulos que sugerem o símbolo do infinito, valor significativo, importante para a eternidade desejada pelos idealizadores dos Jogos Olímpicos” – Washington Olivetto, publicitário.