Ano do Brasil na França: design brasileiro de embalagem para encantar a país mais visitado do mundoi

A Packing Design, de São Paulo, escritório especializado em design de embalagens, ter terá um de seus projetos nas prateleiras 4900 lojas das redes de supermercados Cassino e Monoprix, na França. O projeto é a embalagem da CaipiVeritas. Fabricada pela Agrivale, empresa de Macaé, no norte do estado do Rio de Janeiro, a caipirinha enlatada será um dos 236 produtos de pequenas e médias empresas nacionais que o Grupo Pão de Açúcar vai levar aos consumidores das redes francesas, através do programa Viva Brasil, criado pelo Grupo de supermercados Pão de Açúcar, considerada a maior exposição da economia e cultura nacional já realizada em solo francês. A iniciativa é resultado de parcerias das redes com órgãos federais, como a Agência de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex, e integram as comemorações do Ano do Brasil na França (imagem ao lado). O país europeu – o mais visitado de todo o mundo – a cada ano convida um país diferente para apresentar em seu território diferentes facetas de sua cultura. São as Saisons Culturelles Temporadas Culturais.A venda dos produtos nos supermercados franceses deve começar a partir do dia 1º de junho. Os franceses poderão encontrar desde o tradicional cafezinho brasileiro até sucos, biscoitos, móveis, roupas, itens de bazar e decoração, desenvolvidos dentro da temática “cores e sabores do Brasil”. A Agrivale aproveitou o evento para lançar dois novos sabores – Maracujá e Frutas Vermelhas – além do tradicional sabor Limão.

A embalagem da CaipiVeritas rendeu à Packing um dos três prêmios que faturou no Prêmio Brasileiro de Embalagem da Revista Embanews, na categoria “Case de produto diferenciado pela embalagem”.

A lata de aço expandido criada pelo escritório tem um formato inovador. Tem tampa de alumínio easy open e rótulo sleev (termoencolhível). Seu design tem com preocupações ergonômicas, facilitando a empunhadura e o consumo. Verde-amarelas, as latas do sabor limão ressaltam a nacionalidade brasileira da bebida. O processo utilizado foi o de expansão mecânica contra molde e a impressão foi em litografia. A matéria-prima foi fornecida pela CSN e a produção coube à CBL.

Tags:

1 Comentário

  1. gabrielabarreto disse:

    Muitíssimo interessante. Um bom rótulo pode mudar totalmente o conceito da bebida. Sou de um site que fala sobre cachaça. É impressionante como se tem rótulos pobres para cachaça e pensando nisso, recentemente, chamamos uma designer para comentar sobre rótulos de cachaça que tem se destacado e tem tido uma enorme importância na valorização da nossa bebida nacional. Aqui vai o post que ela fez. http://mapadacachaca.com.br/blog/rotulo-da-cachaca-maria-izabel/ Seria muito bacana termos os comentários de vcs sobre o que vcs gostariam de ver nessa coluna do blog e também sobre os rótulos em si.
    Abs