Apple anuncia iOS 7, maior mudança no sistema desde o lançamento do iPhone

A Apple anunciou, em sua conferência anual para desenvolvedores realizada em San Francisco (EUA), a nova versão do sistema operacional iOS. O sistema, usado no iPhone e no iPad, ganhou um novo visual, que rompe com o design tradicional do sistema que estreou no mercado com o lançamento do iPhone, em 2007. Para que está acostumado com o iPhone e o iPad, a atualização, que deve chegar até o final do ano, representa uma mudança radical nos dispositivos móveis da Apple.

O design mais moderno chega acompanhado por novos recursos, como o centro de controle, que pode ser acessado ao arrastar o dedo na tela a partir da base do aparelho. Por meio dessa tela, o usuário poderá ligar o Wi-Fi, colocar o aparelho em modo avião, alterar o brilho da tela e ligar recursos como AirDrop e AirPlay. Todos os aplicativos para iOS passam a suportar o recurso de multitarefa, o que significa que o conteúdo do aplicativo já estará atualizado quando o usuário acessá-lo.

A multitarefa em todos os aplicativos será possível, segundo a Apple, porque o sistema operacional passará a monitorar o uso do smartphone ou tablet a partir de agora. Isso dignifica que ele poderá se antecipar ao usuário deixando o aplicativo atualizado antes mesmo de ele abri-lo ou mesmo ajustar o aparelho automaticamente para gastar menos bateria ao longo do dia. 

De acordo com Jonathan Ive, vice-presidente sênior de design industrial e chefe de design do iOS da Apple, explicou as mudanças de design realizadas no iOS 7. “Nós sempre pensamos em design como algo muito maior do que a aparência de alguma coisa. O design está no produto todo, na forma como algo funciona em diferentes níveis. O design define muito a nossa experiência”, disse Ive, durante a apresentação.

“Eu acho que existe uma beleza na simplicidade, na clareza, na eficiência. A verdadeira simplicidade não vem da falta de ornamentação, mas está ligada a ordenar a complexidade”, disse o chefe de design da Apple, para justificar as decisões em relação ao novo visual do sistema operacional do iPhone e do iPad.

A nova geração do iOS será suportada pelo iPhone 4, iPhone 4S e iPhone 5, além do iPad 2 em diante, iPad Mini e iPod Touch da quinta geração em diante. Usuários de gerações mais antigas dos smartphones e tablets da Apple não poderão atualizar o software do dispositivo a partir do iOS 7.

Siri ganha versão masculina

O aplicativo de assistente pessoal da Apple, o Siri, será compatível com os idiomas francês e alemão a partir do iOS 7. Os usuários agora também tem a opção de definir se a voz do assistente, que até então era só feminina, continuará sendo de uma mulher ou uma voz masculina.

A Apple também anunciou que, a partir de 2014, o iOS começará a ser embarcado em carros de 16 montadoras pelo mundo. Nesses carros, o Siri auxiliará o usuário a atender ligações recebidas no iPhone, responder mensagens, acessar direções no aplicativo de mapas, entre outros. Tudo isso por meio de comandos de voz. No WWDC, a Ferrari foi a primeira montadora a anunciar a parceria com a Apple.

iTunes Radio

O aplicativo de música da Apple ganhou um novo recurso que representa o primeiro passo da empresa no mercado de serviços de streaming de música. O iTunes Radio permite que o usuário escolha listas de reprodução disponíveis no serviço, que não teve quantidade total de músicas revelada pela Apple, além de criar suas próprias rádios. Além disso, ao marcar uma música com uma estrela, o usuário passa a ouvir outras músicas similares de outros artistas.

O novo serviço, no entanto, não adota um modelo de assinatura tradicional, como de outros concorrentes como Spotify, Pandora e Rdio. Usuários de iPhone, iPod Touch e iPad poderão usar o serviço de streaming de música gratuitamente, mas verão anúncios. A Apple, no entanto, oferecerá uma experiência sem publicidade do iTunes Radio para quem assinar o serviço iTunes Match, que criar um cópia na nuvem de todas as músicas que usuário armazena.

Novos MacBooks Air

A Apple renovou sua linha de MacBooks Air, que não tiveram nenhuma alteração no design, mas ganharam a quarta geração de processadores Intel Core e nova bateria que, segundo a Apple, dura o dia todo. A versão de 11 polegadas, por exemplo, tinha bateria com autonomia de 5 horas, mas agora deve oferecer até 9 horas de autonomia para usuários. A versão de 13 polegadas, segundo a Apple, permite assistir até 10 horas de vídeos, sem recarregar a bateria.

De acordo com a Apple, o MacBook Air, na versão com tela de 11 e 13 polegadas, usarão os chips da nova geração anunciada pela Intel, além de ganhar unidade de processamento gráfico (GPU) duas vezes mais rápida, o que significa uma performance até 40% mais rápida, de acordo com a Apple. O produto estará disponível a partir desta segunda-feira (10) por US$ 999, na versão de 11 polegadas com 128 GB de memória SSD, ou US$ 1.099, na versão de 13 polegadas com 128 GB SSD.

A Apple também anunciou uma versão remodelada do Mac Pro. O computador, direcionado para profissionais que trabalham com design, fotografia e outras áreas, ganhou novo design, com tamanho oito vezes menor do que o anterior. O produto chegará ao mercado equipado com processador Intel Xeon com 12 núcleos e suportará monitores de vídeo com resolução 4K ou Ultra HD . O produto estará a venda ainda em 2013, mas a Apple não divulgou quando o produto chegará às lojas, nem seu preço.

Novo Mac OS X Mavericks

Todos os novos lançamentos já chegarão ao mercado com o Mac OS X, sistema operacional presente em toda a linha de Mac, em sua nova versão. Substituto do OS X Mountain Lion, a nova versão se chama Mavericks. Segundo os executivos, o novo nome apareceu inspirado na Califórnia, onde fica a sede da Apple. Uma atualização será liberada em breve pela Apple, para outros modelos do Mac.

A nova versão do sistema traz um dos recursos mais pedidos pelos usuários, a possibilidade de usar o Mac com vários monitores ao mesmo tempo. O recurso permite que o usuário use um MacBook conectado a vários outros monitores ou mesmo a uma TV com tela HD compatível com o recurso AirPlay.

Outro novo recurso permite criar várias abas na janela Finder, do Mac OS. Para isso, o usuário pode mesclar várias janelas abertas em uma única janela com abas independentes, como já é possível fazer há algum tempo nos navegadores de internet.

Os usuários do novo Mac OS Mavericks também poderão organizar melhor os arquivos armazenados no computador por meio do recurso de tags. Assim como já acontece em serviços de blogs, os usuários poderão associar palavras-chave aos arquivos armazenados no Mac, o que ajudará o sistema a encontrar. Para associar um arquivo a uma tag já existente, bastará arrastar o arquivo na direção da palavra-chave.

Para melhorar a autonomia de bateria dos MacBooks, a Apple também lançou um aplicativo chamado AppNap, que desativa todos os aplicativos que não estão sendo usado no momento temporariamente, de modo que eles não gastem a energia armazenada na bateria. Com isso, o recurso economiza, segundo os executivos da Apple, até 72% da bateria gasta pelo MacBook.

Safari

O navegador Safari também ganhou melhorias. Além de estar mais rápido na rolagem da tela e usando menos memória, o navegador agora também tem recursos avançados de segurança. Ao criar uma nova conta para acessar um site, o navegador sugerirá uma senha forte, difícil de ser descoberta por hackers, e ainda armazenará todas elas para o usuário. Dessa forma, o internauta não precisará digitar suas senhas toda vez que acessar o site, o login será feito automaticamente.