Atelier curitibano cria souvenirs com design

Fonte : Julliana Bauer

 

Já se passaram quatro anos desde que a designer Suiane Cardoso abriu as portas de seu atelier na Rua São Francisco, no centro de Curitiba. Desde então, a região passou por algumas mudanças – uma revitalização no centro histórico da cidade transformou a rua em um novo ponto comercial e de lazer. Mesmo assim, a loja, que fica em uma das ruas mais antigas da cidade, passaria quase despercebida se não fosse pela vitrine recheada de acessórios e roupas que se diferenciam pelas estampas pelas quais o atelier Suiane Maria ficou conhecido.

 

IMG_5733

 

Suiane é uma das participantes do projeto SouCuritiba, uma iniciativa do Sebrae/PR com consultoria do Centro Brasil Design que visa gerar inovação no setor de souvenirs. O projeto capacita artesãos, designers, artistas, pequenos produtores e profissionais de criação e conta atualmente com 86 tipos diferentes de peças – todas vendidas em pontos licenciados. Embora o programa tenha sido criado pensando na copa, a ideia é que os participantes possam continuar trabalhando com souvenirs após o final do evento.

Suiane inscreveu seu atelier no setor “tecido” e criou ímãs de geladeira e bolsas com estampas que remetem a pontos turísticos da capital paranaense. Ela conta que  a equipe do SouCuritiba levou os profissionais participantes para um passeio pelos principais atrativos turísticos da cidade, de forma que pudessem se colocar no lugar dos turistas e compreender melhor a visão que eles têm da cidade. As atividades de capacitação também envolveram  uma série de palestras, oficinas e reuniões.

Os produtos desenhados por Suiane saíram rápido do papel. Em quatro meses, eles já estavam sendo comercializados e a designer se surpreendeu com o retorno financeiro propiciado pelo projeto. “Eu tinha certo receio, porque a bolsa sairia por um valor que eu pensava ser um pouco alto para um souvenir”. Mas tanto a bolsa – que custa R$ 55, quanto os ímãs, que custam R$ 4, têm tido boas vendas. A ideia de criar dois produtos que seriam comercializados com preços tão diferentes foi intencional. “Eu queria ter uma gama de preços variada para que os produtos ficassem acessíveis a diferentes públicos”, conta.

 

Produtos criados para o projeto

Produtos criados para o projeto

 

Não é a primeira vez que a designer participa de programas de incentivo à inovação. Desde 2013, ela conta também com o auxílio do Paraná Inovador pelo Design, iniciativa que conscientiza e capacita empresários paranaenses para a importância do design para a inovação. Pelo programa, ela já criou acessórios com estampa de outro ícone paranaense – o pinhão. “Eu gosto de participar desses programas porque acho que é sempre positivo ter apoio”, explica.