Cannes Lions termina com Grand Prix inédito para o Brasil

Fonte BLOG A Alma do Negócio - FERNANDOSCHELLER (Estadão)

O Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade chegou ao fim no último dia 26 e marcou uma vitória histórica para os filmes publicitários brasileiros. Em Film Craft, que julga a qualidade técnica das campanhas, o Brasil levou nove Leões, incluindo três de ouro. Mas o melhor resultado foi em Film Lions, em que uma campanha da F/Nazca Saatchi & Saatchi sobre os cem anos da câmera alemã Leica levou o Grand Prix (grande prêmio) do júri.

Para chegar ao grande prêmio, a campanha da F/Nazca teve de vencer mais de 3 mil concorrentes de todo o mundo e ganhar a aprovação de 22 jurados de 21 países. O presidente do júri de Film Lions, Tor Myhren, destacou ontem que, embora as campanhas em filme sejam consideradas um formato “clássico”, o talento na área continua a ser importante, mesmo em tempos de publicidade digital. “O consumo de vídeo é o que mais cresce na internet”, ressaltou.

“Acho que a campanha (da Leica) mostrou um grande domínio visual da história, casada com um ótimo texto”, afirmou Myhren. “E deixou muito claro que, embora a categoria de fotografia esteja ficando menos ‘sexy’ com as câmeras acopladas aos telefones celulares, isso não vale para a Leica, que continua a ser uma marca incrivelmente ‘sexy’.”

A categoria Film Craft também atribuiu dois Leões de ouro e três de prata para a campanha da Leica. O presidente da produtora Mixer, João Daniel Tikhomoroff, que chefiou o júri, definiu 2015 como um “ano histórico para a produção de filmes publicitários no Brasil”. Tikhomoroff disse ainda que o resultado em Cannes mostrou que o mercado publicitário é resiliente à crise. “Sempre compensamos com criatividade.”

Para Fábio Fernandes, diretor de criação e presidente da F/Nazca Saatchi & Saatchi, o filme dos cem anos da Leica é o tipo de campanha cujo resultado criativo atingiu qualidade máxima em todas as áreas, como direção de arte, fotografia e roteiro. “É uma característica da agência, de se preocupar em fazer um trabalho sempre esteticamente bonito. No caso da Leica, isso ainda fica mais importante, pois o negócio cliente é a imagem.”

O filme foi dirigido pela dupla conhecida do mercado como Jones+Tino para a produtora Stink. Ambos começaram como uma dupla de criação na F/Nazca – como diretor de arte e redator – e migraram para a direção de filmes publicitários. Juntos, eles já dirigiram comerciais para Coca-Cola, Nike, Ford e Trident, entre outras marcas.

Fernandes, da F/Nazca, afirmou ainda que o prêmio mostra que o Brasil pode oferecer hoje a mesma qualidade de produção dos Estados Unidos e da Europa. “É um prêmio muito sonhado, desde os anos 80 e 90. Em 1993, chegamos perto, tivemos um ouro com um filme (para a margarina Bona). Mas só agora conseguimos conquistar o Grand Prix.”

Mais prêmios. Do ponto de vista de prêmios, o Brasil conseguiu manter o ritmo do ano passado ao angariar um total de 108 Leões, incluindo o festival Lions Health. Do total de Leões, 17 vieram no festival Lions Health, voltado à saúde e ao bem estar. Ao todo, o País ganhou 19 Leões de ouro, 35 de prata e 54 de bronze (veja quadro ao lado).

Entre 19 categorias, o Brasil só não foi reconhecido em quatro: Titanium & Integrated, Mobile, Product Design e Innovation. Das empresas brasileiras, a mais premiada foi a Ogilvy, que ficou em terceiro lugar na corrida pelo título de agência do ano.

Em Film, além do Grand Prix (e ouro) para a F/Nazca, o Brasil ganhou ainda um bronze para um filme da Mullen Lowe (antes Borghi Lowe) para a marca Ducoco e outro para um trabalho da F/Nazca para a Alpargatas.

Em Film Craft, foram nove Leões: quatro ouros (dois para Leica e F/Nazca,  outro para NeogamaBBH para o Festival Mix Brasil e um para AlmapBBDO para o Instituto Igarapé). Foram cinco pratas: três para F/Nazca (Leica), uma para Almap (Volkswagen) e outra para DM9DDB (Johnson & Johnson).

Em Branded Content & Entertainment, o Brasil levou 4 prêmios, incluindo um ouro para uma campanha da JWT para a Coca-Cola. O país ainda recebeu duas pratas (Ogilvy para a revista Billboard e Publicis para o canal Sony) e um bronze (AlmapBBDO para Volkswagen).

Uma das imagens do filme da F/Nazca para a Leica

Uma das imagens do filme da F/Nazca para a Leica