Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018

Fonte Casa Vogue

Não foi tarefa simples. Ao longo de todo o ano passado, a equipe da Casa Vogueacompanhou atentamente a produção nacional de design de mobiliário e acessórios para a casa. Além, claro, das matérias que publicamos em nossas plataformas, tínhamos outra importante responsabilidade em mente: reunir um universo de produtos autorais e criativos, que seriam o ponto de partida para, após um criterioso processo de seleção que envolveu todo o nosso time, chegarmos às 46 peças – divididas em nove categorias – indicadas ao Prêmio Casa Vogue Design 2018, que você conhecerá a seguir.

Este ano, os finalistas ganham ainda mais destaque com uma exposição concebida especialmente por nossa equipe, ambientada de modo a estabelecer um diálogo entre suas formas, seus materiais e suas texturas. Se até aqui a missão foi complexa – sinal de que o design nacional vai bem, obrigada –, a próxima etapa não será mais fácil, e para isso contamos com um júri de peso: Agnaldo Farias, curador de arte; Arthur Lescher, artista plástico; Ethel Leon, jornalista e professora de história do design; Fernando Puccetti Laterza, coordenador do bacharelado em design do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo; Ruy Teixeira, fotógrafo; Waldick Jatobá, fundador da feira de design colecionável MADE; e Taissa Buescu, diretora da revista. Eles escolherão os grandes vencedores nas nove categorias aqui mostradas – além do Designer do Ano e do Talento em Ascensão –, a serem revelados na cerimônia de premiação, que acontece na capital paulista no dia 7 de março.

Até lá, convidamos todos a elegerem suas criações preferidas (sim, temos também a categoria Voto Popular) e a visitarem, até 10 de março, a mostra no Museu Belas Artes de São Paulo: Rua Dr. Álvaro Alvim, 76. E viva o design original brasileiro!

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)

ESTOFADOS

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

POLTRONA EVA – GUSTAVO BITTENCOURT

MATERIAIS Estrutura de aço com acabamento em banho de cobre, pintura preta ou cromada. Assento de madeira maciça (freijó, sucupira, vinhático ou peroba-do-campo), estofado e revestido com linho, lona ou veludo. MEDIDAS 58 x 76 x 80 cm*.

CONCEITO A meta era uma poltrona leve, delicada e ao mesmo tempo aconchegante, inspirada na figura de uma flor – referência cheia de significado, por ser o órgão de reprodução das plantas, a parte de onde sai a semente ou o fruto. Com o intuito de evidenciar esse aspecto feminino, o designer optou por uma estrutura bem fina, que sustenta e abraça o encosto estofado.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Gui Gomes)

 

SOFÁ JOY – ESTUDIOBOLA

MATERIAIS Estrutura de pinus de reflorestamento e percintas elásticas italianas. Enchimento com espuma de diversas densidades. Revestimento de couro natural ou tecidos leves e pesados (lonas) de algodão. MEDIDAS Variáveis conforme projeto.

CONCEITO Sistema modular extremamente versátil, é confortável nos dois lados do encosto, permitindo inúmeras configurações. São 70 módulos (entre eles divãs, ilhas e cantos), com várias profundidades, alguns permitindo ainda a conectividade por entradas USB embutidas. A intenção dos designers foi desenhar um estofado baixo e de proporções horizontais – o chanfro na base realça essa intenção, fazendo com que o assento flutue.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

LINHA VERUS – REINALDO LOURENÇO PARA BRETON

MATERIAIS Base de tauari maciço com acabamento ebanizado ou na cor amêndoa e revestimento de suede ou couro. MEDIDAS 0,80 ou 1 x 0,40 x 0,80 a 1,40 m (pufe); 0,40 x 0,60 x 0,80 a 1,40 m* (módulo lateral ou central).

CONCEITO Com desenho atemporal, os estofados da linha Verus possuem linhas retas e gráficas, replicando a identidade que o estilista usa para criar suas roupas, e acentuando a técnica construtivista dos elementos presentes em listras, padronagens vazadas e movimentos.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Fernando Laszlo)

 

SOFÁ REST – ARTHUR CASAS PARA ETEL

MATERIAIS Estrutura de freijó com encabeçamento maciço e acabamento de tecido buclê soft touch (88% linho e 12% algodão). MEDIDAS 1,16 x 0,65 x 1,12 m (módulos de canto) e 0,90 x 0,65 x 1,12 m* (módulos centrais).

CONCEITO A peça prima por conforto sem ser pesada: as amplas almofadas são equilibradas pela estrutura de madeira, com desenho enxuto. Além de esteticamente atraente, amoldura de madeira que envolve o sofá é útil para armazenar livros e objetos, dispensando a necessidade de um aparador.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)
CADEIRA ZINA – ZANINI DE ZANINE PARA AMÉRICA MÓVEIS

MATERIAIS Estrutura de aço-carbono com pintura eletrostática em diversas opções de cor; assento e encosto revestidos com tecido de linho, veludo ou couro. MEDIDAS 50 x 81 x 65 cm*.

CONCEITO Com linhas puras, elegantes e contemporâneas, possui um assento que parece pairar sobre a estrutura metálica, prezando pela leveza, sem esquecer o conforto.

MOBILIÁRIO

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

ESTANTE PLANA – F STUDIO

MATERIAIS Madeira maciça (peroba-do-campo ou freijó), ferro maciço, couro, aço-carbono, latão e concreto. MEDIDAS 1,70 x 1,90 x 0,40 m*.

CONCEITO A estante criada por Fernando Fernandes, Flavia Araujo e Felipe Vargas nasce de uma composição de linhas, formas planas e volumes que configuram uma estrutura complexa de cheios e vazios. Quando intertravados com as linhas, os planos e os volumes criam, assim como numa edificação, uma estrutura estável pronta para ser ocupada pelo usuário.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: André Klotz)

 

DMESA DE JANTAR PARQUET – GUSTAVO BITTENCOURT

MATERIAIS Feita com madeira maciça (roxinho), empregando técnicas de marcenaria tradicional e usando apenas cavilhas, talões e cola. MEDIDAS 2,22 x 0,75 x 0,94 m*.

CONCEITO Inspirada nos antigos pisos de madeira e suas texturas, a mesa remete à tradição, valorizando a cultura brasileira. Tem a intenção de, por meio de uma nova aplicação, trazer de volta este trabalho de encaixes com forte apelo estético e funcional, cada vez mais escasso em nossas casas.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Daniel Mansur)
CADEIRA TRI – JULIANA VASCONCELLOS E MATHEUS BARRETO

MATERIAIS Estrutura de mogno africano maciço certificado e assento com revestimento de veludo. MEDIDAS 50 x 88 x 50 cm*.

CONCEITO O ponto de partida foi a busca pela pureza das formas geométricas básicas – retângulo, círculo e triângulo–, mantendo uma linguagem simples, porém forte e equilibrada, e explorando, ainda, a textura da madeira e do veludo de algodão.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

ESTANTE ICON – JADER ALMEIDA PARA SOLLOS

MATERIAIS Estrutura e prateleiras de aço-carbono com pintura epóxi branca ou preta e acabamento liso ou texturizado. MEDIDAS Variáveis conforme projeto. Prateleiras com largura de 0,50, 0,90, 1 ou 1,50 m e  profundidade de 30 cm.

CONCEITO  Se caracteriza pela estrutura esbelta e pela sustentação em dois pontos de apoio (cada módulo) do piso ao teto. As prateleiras possuem bordas levemente pronunciadas que ajudam a amparar livros e objetos.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Fernando Laszlo)
MESA DE JANTAR RINO – ARTHUR CASAS PARA ETEL

MATERIAIS Base demadeira canela escura maciça e tampo de folhado da mesma madeira com encabeçamento maciço. MEDIDAS 3,20 x 0,74 x 1,10 m*.

CONCEITO Duas fortes bases suportam o tampo desta imponente mesa de jantar cujo nome homenageia o mestre Rino Levi. Um móvel visualmente leve, a despeito de suas medidas – ou, nas palavras de seu autor, quase um gesto, um traço que deu certo.

COMPLEMENTOS

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Flávio Sampaio)

 

MESA DE CENTRO T.OR – ANDREA MACRUZ

MATERIAIS Duas chapas de alumínio escovado (de 8 mm), conectadas por um elemento central de alumínio pintado, mais fino (de 3 mm). A base e o centro não são soldados por completo, mas ligados por pequenos pontos que garantem que a peça permaneça fixa e não envergue. MEDIDAS 1 x 0,32 x 1 m*.

CONCEITO A mesa é inspirada na vegetação do cerrado, constituída por arbustos e pequenas árvores com troncos e galhos retorcidos. Duas superfícies planas formam o móvel, conectadas e sustentadas por um único elemento central, comose fosse o tronco de uma árvore, interpretado de forma geométrica e abstrata.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Ruy Teixeira)

 

MESAS MARGEM – GERSON DE OLIVEIRA E LUCIANA MARTINS PARA OVO

MATERIAIS  Tampos de nogueira laminada descolorida e chapa de alumínio com pintura em poliuretano, usinadas em CNC. Estrutura de aço-carbono com pintura eletrostática. MEDIDAS Variadas (oito modelos).

CONCEITO A linha Margem surgiu da investigação gráfica e pictórica dos designers, tendo começado como algo muito solto a partir das formas – cheio e vazio, claro e escuro, contorno e conteúdo – e ganhado corpo a partir da pesquisa da junção dos materiais. O traço fluido e orgânico marca as mesas, que possuem uma paleta de cores suaves.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)
BANCO JARDIM – INÊS SCHERTEL PARA ARTEFACTO BEACH & COUNTRY

MATERIAIS Lã de ovelha feltrada manualmente e freijó maciço. MEDIDAS 1,10 x 0,50 x 0,40 m*.

CONCEITO A designer apresenta sua visão particular de um jardim de flores, que ora são contempladas como tal, ora se tornam o assento. Ao transformar e reaproveitar a lã, um material tão nobre não mais necessário às ovelhas, Inês homenageia uma técnica ancestral e, ao mesmo tempo, propõe algo fresco e contemporâneo.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Massimo Failutti)
LINHA PRISMA – ESTÚDIO RAIN PARA GLASS 11

MATERIAIS Vidro colorido temperado com lapidação angulada em 45 graus para colagem UV de topo. MEDIDAS 45 x 45 x 48 cm (mesa lateral); 1,80 x 0,25 x 0,45 m e 1,10 x 0,30 x 0,97 m* (mesas de centro).

CONCEITO Explorando a combinação das cores clássicas de vidro, as mesas projetadas por Mariana Ramos e Ricardo Innecco são formadas por duas partes assimétricas que se desalinham num corte prismático. Amistura dos tons está presente nos três modelos de diferentes proporções que compõem a série.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: André Klotz)

 

BIOMBO LANDSCAPE – OSVALDO TENÓRIO

MATERIAIS Multilaminado de madeira com revestimento de sucupira ebanizada e dobradiças pivotantes de latão. MEDIDAS 1,79 x 2,5 m*.

CONCEITO O desenho parte da observação de um cartão-postal que retrata o skyline de Nova York ou Chicago. Este perfil é moldado na forma de um cilindro e replicado em um tubo de madeira laminada, posteriormente recortado de maneira a acompanhar as linhas das silhuetas de alguns edifícios. Para o designer, este biombo é a materialização de uma visão poética da cidade.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)
MESA DE CABECEIRA TUPI – ARTHUR CASAS PARA ETEL

MATERIAIS Tampo de freijó lavado maciço, pés de aço-carbono com pintura eletrostática a pó. Caixinhas de freijó lavado revestidas com palha de seda artesanal em trama espinha de peixe. MEDIDAS 80 x 50 x 54 cm*.

CONCEITO Incrivelmente prática, possui fiação elétrica embutida e, entre a gaveta e o tampo, uma bandeja deslizante que otimiza o aproveitamento de espaço – muito útil quando a superfície da mesa está lotada. Inclui diversos porta-objetos pensados para organizar itens essenciais, como livros, óculos, tablet e celular.

OBJETOS

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)
VASOS AMORFOS – ALVA DESIGN

MATERIAIS Pedra-sabão esculpida manualmente. MEDIDAS Variadas (dez modelos): alturas vão de 6 a 25 cm e diâmetros, de 25 a 35 cm.

CONCEITO Nesta linha, Susana Bastos e Marcelo Alvarenga exploram a maleabilidade da pedra-sabão. Ora com bocas largas e bulbos menores, ora com bocas pequenas e bulbos achatados, os vasos parecem querer se expandir pela superfície de mesas ou pisos. Este movimento estabelece uma ambiguidade na noção de cheios e vazios, receptáculo e conteúdo, potencializando o caráter poético pretendido. As diversas tonalidades e matizes do material reforçam a individualidade de cada item.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

VASO SOLO – GUILHERME WENTZ PARA WENTZ

MATERIAIS Cobre maciço recortado e curva do manualmente, com verniz fosco para evitar oxidação. MEDIDAS 0,02 x 1 x 0,16 m (piso) e 2 x 15 x 60 cm* (mesa).

CONCEITO A proposta do vaso é trazer a natureza para dentro de casa de maneira delicada e pouco convencional. À inusitada forma longilínea se soma um detalhe surpreendente: a curva executada a partir de um recorte no tubo, técnica baseada no trabalho artesanal normalmente feito com cana e bambu.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

COLEÇÃO STACKS – BRUNNO JAHARA PARA ST. JAMES

MATERIAIS Latão natural ou com banho de cobre, prata ou níquel, com acabamento polido ou escovado. MEDIDAS Variadas (linha composta por 12 itens).

CONCEITO A coleção é constituída de castiçais, fruteiras, petisqueiras, bandejas, caixas e pratos, todos baseados na ideia do empilhamento de formas diferentes. O designer se inspirou no acervo de moldes disponíveis na fábrica, o que lhe proporcionou liberdade durante a criação.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)
ESPELHO TRÍPTICO – BIANCA BARBATO PARA APARTAMENTO 61

MATERIAIS Estrutura de latão e MDF revestido com folha natural de madeira ziricote, espelho de cristal rosé espelhado com nitrato de prata (chapa vintage, não mais fabricada), espelho fumê e espelho bronze. MEDIDAS 53 x 2 x 56 cm*.

CONCEITO A marchetaria, característica do trabalho da designer, influenciou a concepção deste espelho, com recortes que buscam reflexos infinitos entre si em suas formas complementares, auxiliados pelos movimentos das faces laterais. Edição limitada.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Andrés Otero)

 

CENTRO DE MESA NERVO – JACQUELINE TERPINS

MATERIAIS Corian® moldado em alta temperatura. MEDIDAS 90 x 9 x 45 cm*.

CONCEITO O centro de mesa transgride a superfície que o sustenta. Seu elemento central incomoda e confunde, assim como instiga e atrai o observador. A flexibilidade do material se faz presente quando liberada pela alta temperatura, ao lembrar um nervo em estado de tensão. Estas forças aparentemente se encontram em oposição, sustentação versus distensão, gerando uma curvatura que toca a superfície.

TÊXTEIS

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

TECIDO TRÓPICOS – ANA LAET PARA ARTEFACTO BEACH & COUNTRY

MATERIAIS Fibras de linho, viscose e algodão, em tecido ratier estampado digitalmente. MEDIDA 1,40 m de largura.

CONCEITO A Mata Atlântica foi o ponto de partida para a concepção desta estampa. A partir de um desenho aquarelado (a floresta verde), foram sobrepostas diversas camadas de outros desenhos, todos feitos manualmente e com diferentes técnicas. Na visão da designer, esta mistura ajudou a dar a impressão de densidade da mata tropical.

                                (Foto: Divulgação)

 

LINHA GEOMETRIA – ATTILIO BASCHERA E GREGORIO KRAMER PARA DONATELLI TECIDOS

MATERIAL 100% algodão estampado artesanalmente (estamparia a quadros). MEDIDA1,40 m de largura.

CONCEITO Uma composição geométrica que incorpora a liberdade do traço feito à mão. A paleta de cores traz o nostálgico rosa antigo, em contraste como amarelo queimado e as bases neutras cinza e grafite.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

TAPETE ESPIRAL – JULIANA VASCONCELLOS E MATHEUS BARRETO PARA BOTTEH HANDMADE RUGS

MATERIAIS 100% lã de carneiro tingida manualmente e tramada com a técnica de tufting, na qual o desenho é inteiramente construído à mão, permitindo grande liberdade formal. MEDIDAS 2 x 3 m. Podem ser customizadas.

CONCEITO A inspiração veio das linhas puras da geometria aplicada nas artes plásticas e na arquitetura, buscando uma linguagem que explora a complexidade da junção de formas simples. Criou-se uma sensação de ritmo e transição pautada pela mudança gradual nos tons e na intersecção das curvas, gerando planos sobrepostos e efeitos de profundidade.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

TECIDO MASP – PRINT’S

MATERIAIS 100% algodão ou linho estampado à mão, cores customizáveis. MEDIDA1,50 m de largura.

CONCEITO Incentivada por seu genro, Vik Muniz, Maria Helena Barreto voltou seu olhar para as referências modernistas. Neste desenho, caracterizado por linhas geométricas puras, é possível entrever as formas de um dos mais famosos edifícios de Lina Bo Bardi – o Masp.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

LINHA COVEN HOME – LILIANE REBEHY PARA COVEN

MATERIAIS Rayon e náilon (jogo americano e passadeira); cashmere e lã (manta). MEDIDAS 35 x 50 cm (jogo americano), 0,5 x 1,5 m (passadeira) e 2 x 1,3 m (manta).

CONCEITO Coleção-cápsula da marca mineira de moda, a linha contém jogos americanos, passadeiras e mantas, todos tecidos em jacquard com fios nobres como cashmere, lã, náilon e rayon. O mood foi inspirado na instalação Através, de Cildo Meireles.

MOBILIÁRIO OUTDOOR

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

CADEIRA ESTIO – GUILHERME WENTZ PARA SACCARO

MATERIAIS Estrutura de madeira com acabamento Acqua e trançado de cinta elástica resistente às intempéries. MEDIDAS 68 x 71 x 99 cm*.

CONCEITO Inspirada no clima árido, quente e seco, pode ser transportada facilmente para diversos locais e guardada quando não estiver em uso. Seu encosto dobra e encaixa perfeitamente dentro da estrutura, fazendo com que fique o mais fina possível. Pode ser usada em diferentes espaços de lazer, como piscinas, jardins, terraços e varandas – e também em ambientes internos.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Roberto Cecato)

 

BALANÇO IPÊ – SÉRGIO J. MATOS PARA ARTEFACTO BEACH & COUNTRY

MATERIAIS Tubos de alumínio revestidos de corda naval de diversas cores; estofamento de tecido próprio para área externa. MEDIDAS 1,25 x 1,56 x 1,40 m*.

CONCEITO Da copa desta árvore nativa do Brasil, o designer colheu referências para dar forma ao balanço que celebra um dos símbolos da flora nacional. A estrutura metálica ramifica-se em folhas estilizadas que cobrem o assento e enlaçam a circunferência. A trama artesanal de corda naval esconde a rigidez do metal e concede textura à folhagem.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

LINHA POEMA – NADA SE LEVA PARA LIDER INTERIORES

MATERIAIS Estrutura de alumínio, corda náutica de 9 mm e sarja. MEDIDAS 0,66 x 0,84, 1,04 ou 1,24mde diâm. (poltrona), 0,40 x 0,84 ou 1,04 m de diâm. (pufe).

CONCEITO Nesta linha para área externa, André Bastos e Guilherme Leite Ribeiro apostam na simplicidade do traço para dar forma a peças suaves e delicadas. Um levíssimo estrado de alumínio e cordas serve como berço para os assentos cilíndricos e as almofadas. A coleção tem a praticidade como norte: o assento pode ser retirado com facilidade da estrutura, para transporte e armazenagem.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

POLTRONA BRANCH – ADOLINI + SIMONINI PARA DONAFLOR MOBÍLIA

MATERIAIS Estrutura de alumínio tubular dobrado e revestimento de tecido próprio para área externa. MEDIDAS 86 x 84 x 80 cm*.

CONCEITO As linhas essenciais da estrutura metálica são enriquecidas de forma expressiva pelo transitar do tecido por entre a poltrona assinada pelo duo Daniel Simonini e Niccolò Adolini. Apesar das dimensões enxutas, o móvel preza pelo conforto e pela possibilidade de customização, com diferentes combinações entre tecidos e base.

LUMINÁRIAS

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)
LUMINÁRIA DE MESA NORD – FERNANDO PRADO PARA LUMINI

MATERIAIS Base de madeira brasileira maciça, estrutura de latão, cobre ou alumínio com pintura cinza areia e cúpula de linho cru. Possui dimmer e módulo LED 10.5 W (pequena) ou 21 W (grande) desenvolvido sob medida para a peça. MEDIDAS 23,5 x 30 cm de diâm. (pequena) e 29 x 50 cm de diâm. (grande).

CONCEITO Possui referências do design nórdico, especialmente a combinação de madeira clara, metal e tecido. A intenção era um abajur mais flat, e com isso surgiu o desafio de resolver o ofuscamento da parte superior, solucionado coma peça metálica cônica com um difusor central.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

PENDENTE FOLHA – ZANINI DE ZANINE PARA SCATTO LAMPADARIO

MATERIAIS Aço inox com acabamento de pintura metalizada ouro. Utiliza quatro lâmpadas vintage de filamento, de 40 W cada. MEDIDAS 1,23 x 0,30 x 0,22 m*.

CONCEITO O desenho é baseado na vegetação tropical, muito com um no Rio de Janeiro. O formato de folhas replicado deu à peça um ar contemporâneo, criando um fascinante jogo de luz e sombra.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)
LUMINÁRIA PORTÁTIL – HERMIT NOEMI SAGA PARA LA LAMPE

MATERIAIS Alça de madeira caixeta moldada e base da mesma madeira torneada, com acabamento natural ou pintado (branco ou preto). Base E27, utiliza uma lâmpada globo LED 9,5 W. Acompanha suporte para pendurar na parede, e 5 m de cabo. MEDIDAS 20 x 40 x 11 cm*.

CONCEITO O desenho faz com que a peça possa ser carregada como lanterna ou usada como abajur, tanto apoiada em uma mesa como no piso, enquanto sua alça permite que seja pendurada no teto ou na parede.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)
LUMINÁRIA DE MESA ESPECTRA – BIANCA BARBATO PARA GALERIA NICOLI

MATERIAIS Redoma de vidro opalino soprado, colagem de cúpulas e base de mármore. Utiliza fita de LED branco cálido 4,8 W. MEDIDAS 55 x 25 cm de diâmetro.

CONCEITO Concebida a partir das redomas que envolvem os santos, flores e objetos. A união de cúpulas com visual antigo resulta num conjunto escultórico, que, envolto por uma delicada redoma opalina, tem aspecto levemente leitoso, beirando o translúcido, o que causa um efeito de névoa, que encapsula a peça no tempo.

REVESTIMENTOS

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)
AZULEJO PATCH GLASS – DECORTILES

MATERIAIS Cerâmica com aplicação de granilha vítrea e ouro. MEDIDAS 19 x 19 cm.

CONCEITO Assinado por Eduardo Boselo, designer da Decortiles, o modelo traz o enigma dos pontos dourados, que parecem espirrados acidentalmente nas cinco versões de estampa. Reflete a luminosidade e marca um novo estilo de decorar. Chama a atenção a composição cromática dos azulejos, disponíveis nascores Figo(foto), Black, Light,Portland, Rose Gold e Smoky Blue.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)
COLEÇÃO CONNECT – PORTINARI

MATERIAIS Porcelanato esmaltado. MEDIDAS 19 x 19 cm.

CONCEITO Personalização é palavra-chave na coleção assinada por Patrícia Loch Zanivan, da Portinari. Desenvolvidas em formato triangular, as peças possuem diferentes cores e texturas, permitindo infinitas paginações. Com seis exemplares diferentes, sendo um no tom de metal, um no tom perolado, um no tom azul-cobalto brilhante e outros três nos tons neutros com superfície fosca (foto), a linha pode ser usada em painéis, paredes internas e fachadas.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Lufe Gomes)

 

LADRILHO GERALDO 2 – MAURÍCIO ARRUDA DESIGN PARA LADRILAR

MATERIAL Ladrilho hidráulico. Pode ser customizado de acordo com as 40 cores disponíveis na fábrica.  MEDIDAS 20 x 20 cm.

CONCEITO O ladrilho integra a coleção Geraldo, composta de três desenhos baseados na estética concretista brasileira, movimento no qual a influência de Geraldo de Barros (1923-1998) é considerada essencial. Linhas e listras simples permitem a composição de desenhos diversos com efeitos tridimensionais e atemporais.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

LINHA REMO – CEUSA

MATERIAIS Porcelanato liso retificado com textura Flossy (processo de polimento fosco da superfície). MEDIDAS 20,2 x 86,5 cm.

CONCEITO Remetendo às coloridas pinturas étnicas feitas em remos artesanais de canoas, sugere o uso como objeto decorativo, com caráter despojado e moderno. Com design de Denízia Mateus Satiro, Marcele Casagrande Brunel e Gisele Matiola Simon, da equipe de design Ceusa, o produto é indicado para piso interno e paredes de áreas internas e externas.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

LADRILHO FLOW – STUDIO PASSALACQUA

MATERIAL Ladrilho hidráulico. MEDIDAS 20 x 20 cm.

CONCEITO Criado pela designer Paola Croso, o ladrilho Flow representa o movimento sinusoidal contínuo e rítmico de inspiração e expiração do universo. Simboliza, ainda, a fluidez com a qual deveríamos nos adaptar e nos reinventar diariamente.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Lufe Gomes)

 

COBOGÓ MÃO – FERNANDO E HUMBERTO CAMPANA PARA DIVINA TERRA

MATERIAIS São utilizados três tipos de argila, dando maior resistência à peça.MEDIDAS 20 x 20 x 8 cm*.

CONCEITO Impressionados pelo recente desastre ambiental em Minas Gerais e em apoio à iniciativa coletiva chamada Brado Mariana, os designers criaram um tijolo de cobogó, cujo desenho interno representa o formato de uma mão, como um simbólico apoio às tragédias causadas no estado. Parte do valor da venda das peças será revertida para as atividades sociais realizadas pelo Instituto Campana.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

COLEÇÃO ESCAMAS – ROSENBAUM E O FETICHE PARA SANTA LUZIA

MATERIAIS 100% poliuretano reciclado a partir de carcaças de refrigeradores descartados. MEDIDAS 23 x 26 cm (Aruanã – hexágono), 14,2 x 25 cm (Pirarucu – losango) e 14,3 x 5 cm (Curimba – paralelogramo).

CONCEITO Uma homenagem aos peixes brasileiros, com três modelos que possuem textura orgânica, modular, e se repetem para formar um só tecido. Todas as peças têm quatro opções de cores em tons de cinza. A ideia é proporcionar infinitas composições, seja por meio da mescla cromática, da criação de novos padrões ou pela possibilidade de novos acabamentos, como aplicação de tintas. É resistente ao mofo, a raios UV e também imune à ação de cupins. Por tudo isso, pode ser utilizado tanto em áreas internas como externas.

DESIGN DE COLEÇÃO

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue Design 2018 (Foto: Divulgação)
LUMINÁRIA MANGUE – ARY PEREZ

MATERIAIS Tubos e cúpula de aço com pintura eletrostática preta e lâmpada LED de 7 W. MEDIDAS 2,25 x 1,15 x 1,93 m (pequena) e 3,25 x 0,91 x 2,30 m* (grande).

CONCEITO Inspirada na paisagem dos manguezais, com suas árvores de raízes esbeltas, altas e sinuosas, a luminária tem estrutura intencionalmente carregada de tensão entre solidez e leveza. Edição limitada de 20 peças.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Tomás Rangel)

 

BANCO CAFEZINHO – GUILHERME SASS PARA OFICINA ETHOS

MATERIAIS Madeira de redescobrimento braúna, maciça, executada com técnicas de marcenaria  tradicional. MEDIDAS 75 x 40 x 22 cm*.

CONCEITO O banco Cafezinho integra a coleção Safra 1866, lançada com o objetivo de contar a história do Brasil por meio de móveis e objetos feitos com madeiras centenárias. Desenhado para representar o café, grão com importante papel na economia nacional, o assento do banco é feito com um pedaço de um pequeno tronco de braúna com a casca deteriorada pelo tempo, enquanto os pés são formados por duas forquilhas que remetem aos galhos do cafeeiro. Peça única.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Fernando Laszlo / cortesia Friedman Benda e Estúdio Campana)
SOFÁ BRANCHES – FERNANDO E HUMBERTO CAMPANA

MATERIAIS Estrutura de bronze fundido revestida por uma trama irregular de tubos de tecido, que receberam a inserção de plástico em seu interior, para ganhar maior resistência. MEDIDAS 3,50 x 1,02 x 1,07 m*.

CONCEITO A ideia nasceu de experiências e vivências cotidianas. A base deste móvel escultórico é uma série de “galhos” de bronze, fundidos a partir de galhos de eucaliptos recolhidos por Humberto Campana ao longo de meses, em suas corridas diárias no Parque Ibirapuera, em São Paulo. A peça prova que é possível, por meio de um novo olhar, encantar-se com o cotidiano. Edição limitada de oito peças.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Marcos Cimardi)

 

SÉRIE CRISTAIS – CAROL GAY

MATERIAIS Pedras naturais diversas e vidro soprado. MEDIDAS Variadas (em torno de 26 a 36 cm de altura e 23 a 35 cm de diâm.).

CONCEITO A constante pesquisa de materiais do cotidiano e a memória afetiva levaram a designer a desenvolver a série Cristais, como objetivo de valorizar esse mineral de extrema riqueza e muito presente em solo brasileiro. Por meio de experimentações como vidro soprado, as pedras foram usadas como elemento deformador dele, posteriormente servindo de suporte – ametista, citrino, calcita e quartzo com turmalina negra (foto) chamaram a atenção de Carol. O resultado combina peso e leveza. Peças únicas.

Conheça os finalistas do Prêmio Casa Vogue de Design 2018 (Foto: Divulgação)

 

ARMÁRIO EE2672 – OUTRA OFICINA PARA GALERIA NICOLI

MATERIAIS Pregos de aço-carbono soldados com pintura eletrostática. MEDIDAS 1,88 x 0,75 x 0,50 m*.

CONCEITO Os experimentos de Alexander Graham Bell (1847-1922) em busca de estruturas geométricas que unissem leveza e resistência foram o ponto de partida para Leo Capote e Marcelo Stefanovicz idealizarem este armário. O resultado é um móvel com baixo peso e alta rigidez – o preto uniformiza os materiais e reforça a linguagem gráfica do conjunto. Peça única