Curitiba recebe da UNESCO o título de Cidade do Design

Fonte : Julliana Bauer
Bruno Volpi, Thiago Alves, Juliana Mayumi Ogawa, Sergio Pires, Daniele Moraes, Luisiana Paganelli e José Merege

Bruno Volpi, Thiago Alves, Juliana Mayumi Ogawa, Sergio Pires, Daniele Moraes, Luisiana Paganelli e José Merege

 

Curitiba acaba de entrar para a lista de cidades criativas da UNESCO . A partir de agora, a capital paranaense é uma Cidade do Design, ao lado de Buenos Aires, Berlim, Montreal, Kobe, Nagoya, Shengzen, Shanghai, Seul, Saint-etiénne, Bilbao, Graz e Pequim. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, quando a UNESCO publicou uma lista de 28 cidades de 19 diferentes países que passam agora a integrar a UNESCO Creative Cities Network nas mais variadas áreas, como música, gastronomia e literatura.

A movimentação para trazer o título para Curitiba acontece desde o final de 2012, quando um grupo de jovens designers da cidade passou a buscar apoio de instituições para alcançar o objetivo. O título representa o reconhecimento do potencial da cidade no desenvolvimento do design em âmbito nacional e internacional. Além do destaque proporcionado pelo título, o fato de Curitiba integrar a rede global de Cidades Criativas possibilitará também a troca de conhecimentos, experiências e melhores práticas com grupos culturais de todo o mundo.

Trata-se de uma plataforma global que estimula a geração de novas oportunidades de cooperação e parceria com outras cidades que fazem da criatividade um elemento essencial de seu desenvolvimento econômico e social. A chancela da Unesco coloca Curitiba como candidata a tentar conquistar mais um título: o de capital mundial do design, cuja próxima votação ocorre em 2018. A cidade que possui o título atualmente é a Cidade do Cabo.

O grupo responsável pela conquista é formado por Bruno Volpi, Thiago Alves, Juliana Mayumi Ogawa, Sergio Pires, Daniele Moraes, Luisiana Paganelli e José Merege. Eles realizavam reuniões periodicamente, buscando apoio de instituições que apoiam o design brasileiro. Deu certo –  Associações como a ADP, IPPUC, ABEDESIGN, Centro Brasil Design, ADG Brasil e ProDesign>PR acreditaram na iniciativa, bem como fez o Ministério das Relações Exteriores, que foi responsável por validar a candidatura em nível nacional. “A Prefeitura de Curitiba já tem algumas ações previstas e a ideia é que todos, iniciativa pública, privada e sociedade civil se beneficiem com a integração de Curitiba à Rede de Cidades Criativas da UNESCO. A conquista é da cidade, logo, cabe a cada um de nós dar os próximos passos”, explica Juliana.

Confira todas as cidades que entraram para a UNESCO Creative Cities Network.

 

 

Iniciativa-Curitiba-Cidade-do-Design

2 Comentários

  1. cesar disse:

    Córdoba sigue el mismo camino

  2. ALEXANDRA disse:

    MAs quais são as ações feitas?