Design brasileiro cai na graça dos estrangeiros e domina rua de Milão

Fonte HAUS / Gazeta do Povo

* Texto Luan Galani

O Brasil definitivamente caiu nas graças dos estrangeiros. Somos pop. Temos uma cultura forte. E um design rico que vai bem, obrigado. O apreço só aumenta a cada ano. E nesta edição da Semana de Design de Milão estamos passando por uma experiência digna de ser celebrada. Vários expositores brasileiros acabaram se reunindo ao longo da Via Maroncelli, que, por sinal, virou reduto do país dentro do distrito de Design de Durini, no Fuori Salone, grande evento paralelo que reúne instalações e exposições.

A Lin Brasil, responsável por reeditar as peças marcantes de Sérgio Rodrigues, está com um espaço superlúdico: banquinhos Mocho em gangue, cadeiras suspensas, fotos de obras do designer e um carpete com linhas orgânicas que chama atenção na cenografia. Ao lado, em um grande edifício amarelo(!), vem a exposição Be Brasil, da Apex, que faz uma viagem pelos clássicos modernos dos gigantes da arquitetura e design brasileiros, como Oscar Niemeyer, Paulo Mendes da Rocha, Lina Bo Bardi, Jorge Salszupin e Sérgio Rodrigues, para citar alguns. Em comum? Sabem trabalhar com a madeira, dotá-la de leveza e simplicidade sem perder a elegância, e com boas sacadas. Carregam a identidade nacional no design. E, agora, uma nova geração de designers está encarregada de conduzir essa herança e dar continuidade a ela. A Be Brasil também traz esses novos nomes: Leandro Garcia, Jader Almeida, Guto Índio da Costa, Alva Design, Márcio Kogan, entre outros, que conseguiram abandonar o regionalismo alegórico e conceber peças de design maduro e universal, com bossa.

A Via Maroncelli guarda ainda a loja-galeria da Etel, que reedita mobiliário de nomes mais contemporâneos do Brasil, como Arthur Casas e Isay Weinfeld, e também de mestres do modernismo. Isso sem falar das bandeirinhas instaladas em parte da rua, assinadas por Marcelo Rosenbaum junto a algumas tribos brasileiras.

Já na Viale Bianca Maria, novo local de exposição da Brazil S/A, estão algumas das principais peças que brilharam ao longo de 15 anos de mostra. Entre elas, a lareira curitibana LUG, da Boulle, que também já representou o design brasileiro durante as Olimpíadas do Brasil, em evento no Canadá e durante o Dia do Design Italiano no Brasil de 2018. Confira alguns dos destaques!

Lin Brasil

Be Brasil

Poltrona Três Pés, de Lina Bo Bardi.

Luminária Riviera, por Maurício D’Ávila, para Geo Luz e Cerâmica.

Etel

Mesa lateral Pétalas, de Jorge Zalszupin por Etel.

Brazil S/A