Designer e Artista Alexandre Wollner ganha homenagem na Dan Galeria

Pioneiro do design gráfico no Brasil, Alexandre Wollner, que comemora 60 anos de carreira, será homenageado na Dan Galeria com a exposição Série Constelações – obras recentes de Alexandre Wollner onde serão expostos os mais recentes trabalhos do artista criador que, aos 85 anos, continua inovando a estética e a função do design. Constelações e Formulação são as duas séries apresentadas na Dan Galeria, que exprimem os pontos de contato entre o artista e o designer. Idealizados em pinturas, os trabalhos datados de 1956 foram agora recriados digitalmente como um interesse do artista nas possibilidades de sobreposição de cores que a impressão digital oferece. Como outros trabalhos construtivistas, essas obras são compostas por progressões e mostram uma relação orgânica e não mecânica entre diversas formas triangulares e digitais. No dia de abertura da exposição, a Dan Galeria lança também o livro Concretos paralelos: construtivismo britânico, concretismo e neoconcretismo brasileiro, feito a partir da exposição realizada no ano passado em parceria com a Cultura Inglesa, que estabeleceu um paralelo entre os artistas concretos e construtivistas no Brasil e na Inglaterra entre os anos 1950 e 1970. A mostra Concretos Paralelos, que aconteceu simultaneamente na Dan Galeria e no Centro Brasileiro Britânico, sede da Cultura Inglesa e do British Council em São Paulo, teve Wollner como um dos seus principais destaques e contou com obras de artistas como Geraldo de Barros, Hercules Barsotti, Lygia Clark, Sergio Camargo, entre outros grandes nomes, cujas obras estarão reproduzidas no livro.

Sua diagramação é de autoria de Wollner e conta com ensaios de Sam Gathercole, Maria Alice Milliet, Ferreira Gullar, Jon Wood e Gloria Carnevali.

Brasil-Alemanha Wollner está sendo homenageado também na Alemanha, país onde iniciou formalmente sua carreira de designer ao estudar na Escola Superior de Design de Ulm, escola sucessora da Bauhaus, a convite do sueco Max Bill, um dos mais importantes designers do século XX. Neste ano, em que se comemora o ano do Brasil na Alemanha, Wollner foi escolhido como o mais representativo designer gráfico brasileiro, para apresentar cerca de 120 trabalhos no Museum Angewandte Kunst, em Frankfurt. A exposição fica até 2 de fevereiro e tem como principal foco mostrar a relação do artista com a cultura europeia. Sobre o artista Nascido em 1928, Alexandre Wollner fez parte da primeira turma do Instituto de Arte Contemporânea do MASP, onde estudou com Lina Bo Bardi e Bambonet, entre 1951 e 1953. Nesse ano, é selecionado por Max Bill para continuar seus estudos na Hochschule für Gestaltung (Escola Superior de Design) em Ulm, Alemanha, onde permaneceu entre até 1958. Participou da segunda Bienal de São Paulo como pintor e desenhou os cartazes da quarta e quinta Bienais, em 1955 e 1957. Fez parte do Grupo Ruptura, que representou o núcleo de artistas concretos em São Paulo e fundou, com Geraldo de Barros e outros, o primeiro escritório de design do país, Form-Inform. Em 1960, abriu o próprio escritório, onde desenvolveu logotipos para grandes empresas, incluindo Eucatex, Klabin e Itaú. Wollner foi pioneiro em trabalhar o design para além do seu efeito estético e encará-lo como elemento altamente funcional. Suas máximas “Design é projeto, não ilustração” e “Todo logo precisa ser inteligente” exprimem parte do seu conceito sobre o design. Ele trabalhou para a profissionalização da área no Brasil e disseminou o tema ao lecionar durante anos em diversas faculdades do país. Dan Galeria Rua Estados Unidos, 1638 Coquetel de abertura: sábado, dia 23 de novembro, das 10h às 14h Visitação: De 23 de novembro de 2013 a 18 de janeiro de 2014 De segunda a sexta das 10h às 18h, sábado das 10h às 13h

Maiores informações: A4 Comunicação – +55 (11) 3897-4122 Julia Saleme – [email protected]