Designer e professor Freddy Van Camp propõe retomada da discussão

Proposta prevê reunião de 11 a 13 de maio, em São Paulo, para discussão de mudanças em projeto de lei.

O designer Freddy Van Camp, professor da Escola Superior de Desenho Industrial, está comandando uma retomada das discussões sobre a questão da Regulamentação Profissional do Designer.

Em mensagem enviada para uma lista de contatos, Van Camp anexa documentos sobre o assunto, obtidos junto ao Congresso Nacional. São uma cópia do Projeto de Lei nº 3515, de 1989. “Considero o melhor ponto de partida para o projeto de lei a ser encaminhado para tramitação. Lembro que este projeto foi escrito à época pelos designers atuantes nas APDIs e na AND, associações não mais existentes mas representativas de nossa classe. Foi também votado em um dos END e aprovado pela classe”, sustenta o professor da ESDI.

Na mensagem, o sócio-fundador do escritório VanCampDesign pede uma reflexão sobre o que deve ser mudado ou acrescentado ao projeto de lei. E sugere os passos posteriores.

Na primeira etapa, todos os interessados devem contribuir com sugestões e enviá-las aos cuidados de Van Camp. Em seguida seria formado um pequeno grupo de trabalho, que obrigatoriamente incluiria membros ligados às associações em atividade. Este grupo deverá reunir-se em um final de semana para consolidar as sugestões, rever o projeto existente e propor outro, como alternativa. Este projeto será encaminhado de volta a todos e referendado pelas associações por meio de suas diretorias. A partir de então, tudo seria encaminhado ao Congresso, para tramitação, por um deputado de confiança da categoria.

A proposta de cronograma é a seguinte: no dia 11 de maio, chegada a São Paulo, para reunião inicial; no dia 12 de maio, dDiscussão e consolidação da proposta; no dia 13 de maio, conclusão e partida. Pela proposta, esta reunião teria representantes indicados da APDesign (RS), ADG, ADP, Adegraf (DF) e APD (PE), além da presença do próprio Van Camp, como representante da ESDI e do designer e professor Ivens Fontoura, que participou da redação do PL nº 3515. A viabilização de viagens estadia seriam por conta própria dos participantes ou por conta da respectiva associação.

Ainda de acordo com a proposta, caberia à ADG e à ADP, ambas com sede em São Paulo, providenciar o local para as reuniões. “Com esse cronograma teremos tempo suficiente para propor as modificações necessárias, e preparar as participações, viabilizar viagens”, afirma Van Camp. “Se formos produtivos nessa reunião a nossa proposta terá tempo de ser apreciada pelas associações, modificada onde for essencial e consolidada para iniciar seu tramite no Congresso logo após o recesso de julho”, conclui ele.

O e-mail de contato do professor Freddy Van Camp é
[email protected] .