Designer revela como cria cores e materiais para carros

 

 

A concepção de um carro não é tarefa simples e rápida. “Nós, designers, sempre vamos começar de uma página em branco. Com certeza, isso pode até ser mais difícil, porém nos permite sair dos limites e pensar livremente”, diz Fabien Darche, gerente de estilo de cores e materiais da Citroën para a América Latina.Segundo ele, além de partir de uma página em branco, a tecnologia tem papel forte no design automotivo. “O projeto de um automóvel é um importante trabalho de convergência entre equipes de design e engenharia”, afirma Fabien.

Com isso, a receita se torna simples. “Tem que ser curioso sobre tudo, ficar atento às novas tendências, pesquisar e, acima de tudo, aceitar desafios”, garante.

A seguir, Fabien Darche conta como cria cores e materiais para os carros da marca francesa.

 

 Como liga a moda ao trabalho de gerenciar estilo de cores e materiais da Citroën?Fabien Darche – Eu, pessoalmente, sou fã de moda. Então, existe uma ligação natural da linha DS com esse setor. No ano passado, na França, nós apresentemos uma inovação ao mundo automotivo com um couro em dégradée que ia do branco ao preto. E nós contamos a verdade sobre a fonte da inovação: o conceito foi a transposição de um processo de couro encontrado num sapato italiano de uma marca famosa.

 

 E como criaram a metalização do couro?Fabien – A metalização do couro Premium do carro Citroën DS5 foi realizada a partir da vontade da área de estilo em trabalhar na transposição do efeito de perolização da cosmética no mundo automotivo. Com isso, trabalhei com as equipes do fornecedor de couro, no curtume, até conseguir o efeito certo, mexendo até com alguns produtos químicos para obter o efeito desejado.

 

Como escolher e criar detalhes que fazem a diferença nos carros da marca?Fabien – Na Citroën, os itens de cores e materiais são os diferenciais. E isso está ligado a tudo o que o cliente vai ver ou tocar, tanto fora quanto dentro do carro.  Como é o processo de criação?Fabien – O processo de criação na área de cores e materiais sempre começa com a composição de um painel de tendências. Esse instrumento é a base do nosso trabalho e vai nos permitindo falar a mesma linguagem com os nossos colegas (designers de exteriores e interiores), incluindo também os times de criação dos fornecedores. Esse painel de tendências é composto por imagens, geralmente de fora do mundo automotivo, como moda, arquitetura, design interior e arte, e por palavras-chave. E, a partir disso, imaginamos um universo ou um ambiente que corresponda ao conceito do carro.

Veja também