Diagnóstico do Design Brasileiro

Fonte MDIC

O Centro Brasil Design (CBD), o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) apresentam o Diagnóstico do Design Brasileiro. Lançado no início deste mês, em Brasília, o objetivo do Diagnóstico é criar uma referência em design para o desenvolvimento da indústria e fornecer subsídios para a elaboração de uma política pública de design, no país. Atualmente, o design é considerado um elo importante entre indústria e mercado por influenciar, diretamente, no desenvolvimento de produtos percebidos como de qualidade e desempenho superior.

O estudo realizado pelo Centro Brasil Design teve como base pesquisas feitas num período de oito meses, com mais de trezentas empresas brasileiras. De acordo com a diretora executiva do CBD, Letícia Castro Gaziri, foi avaliada a compreensão do design nos setores industriais, de serviços e realizada uma análise de dados do design no Brasil e das variáveis que impactam o setor no ambiente de negócios. Especialistas também apresentaram os cenários para o futuro do design no país até 2020. O trabalho apresenta ainda indicadores, referências internacionais e contribuições de especialistas e formadores de opinião. “Este estudo traz informações importantes sobre o cenário atual do design no Brasil e possibilita o embasamento de políticas públicas e tomadas de decisões estratégicas no setor. O que é essencial para que o design seja utilizado como uma ferramenta que potencializa o desenvolvimento da indústria”, afirma a diretora do CBD.

A coordenadora-geral de Análise da Competitividade e Desenvolvimento Sustável do MDIC, Beatriz Martins Carneiro, também classifica o estudo como uma ferramenta valiosa para a orientação estratégica das políticas de promoção do design. “Ele apresenta um levantamento do estado da arte do design brasileiro, trazendo informações atualizadas e inéditas, com o objetivo de ampliar a compreensão sobre a área e mapear as necessidades de fomento e outras medidas necessárias à expansão do setor”, observa.

Segundo o gerente de Inovação e Design da Apex-Brasil, Marco Lobo, o design promove inovação e valor à marca Brasil. “O lançamento do estudo é um marco no cenário do design brasileiro. O documento será uma ferramenta de estratégia para aumentar as oportunidades competitivas para as empresas brasileiras no mercado internacional. E, consequentemente, contribuirá para o aumento das exportações brasileiras”.

O documento foi apresentado para nove setores da indústria brasileira: máquinas e equipamentos; médico-odonto-hospitalar; higiene pessoal, perfumaria e cosméticos; mobiliário; embalagem para alimentos; calçados; têxtil e confecção; cerâmica de revestimento e audiovisual.

Acesse o documento no link: http://www.mdic.gov.br/arquivos/dwnl_1402666459.pdf

Tags: