III Prêmio Sebrae Minas Design está com inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para a 3ª edição do Prêmio Sebrae Minas Design. A premiação incentiva a criação de projetos inovadores, que contribuem para a inserção do design nas micro e pequenas empresas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no www.premiosebraeminasdesign.com.br, até o dia 29 de julho. Esta é a data limite para envio eletrônico do projeto.

A premiação é direcionada a profissionais e estudantes da área de design, que concorrem, separadamente, em seis categorias: brindes e materiais esportivos, design social (em aço), embalagem para mel, utensílios para café, Arranjos Produtivos Locais (APLs em MG) e resíduos. “Essas categorias foram escolhidas por causa da proximidade dos grandes eventos esportivos no Brasil e também para atender setores que participam de projetos do Sebrae-MG”, explica Andréa Tristão, coordenadora do Prêmio.

Os candidatos podem participar individualmente ou em equipe e não há limitação para o número de trabalhos a serem enviados. Os projetos serão avaliados por cinco jurados (veja abaixo), nos seguintes aspectos: originalidade, concepção formal, inovação tecnológica, adequação ao mercado, viabilidade industrial e impacto ambiental.

Os vencedores participarão de uma missão técnica internacional, receberão troféu e certificado, e ainda terão os projetos divulgados em uma mostra e em um catálogo que será distribuído para as empresas dos setores selecionados nesta edição. A divulgação dos finalistas será no dia 15 de agosto. A premiação será realizada em setembro, durante a 4ª Bienal Brasileira de Design, de 19 setembro a 31 de outubro, em Belo Horizonte.

Reconhecimento

O Prêmio Sebrae Minas Design já revelou talentos, como o designer mato-grossense Sérgio Matos. Depois de vencer a primeira edição do concurso, com o banco Ianomami. Hoje a peça é produzida no Nordeste e comercializada para o Rio de Janeiro e São Paulo. O designer também foi convidado a expor em eventos como o Salão Internacional do Móvel, em Milão, na Itália.

Sérgio foi um dos 121 inscritos no concurso, em 2008. Dois anos depois, o número de inscritos no prêmio subiu para 468, entre profissionais e estudantes de São Paulo, Rio de Janeiro Paraíba, Rio Grande do Sul,  Minas Gerais, Ceara, Paraná, Pernambuco, Mato Grosso, Goiás, Amapá, Bahia. Espírito Santo e Distrito Federal. Na última edição, os designers sugeriram produtos inovadores para os setores de ardósia, calçados, eletroeletrônico, móveis, resíduos desses setores e da construção civil.

Calendário do Prêmio Sebrae Minas Design (2012)

Data limite de envio eletrônico dos projetos: 29 de julho

Avaliação dos projetos pela Comissão Julgadora:  6 a 10 de agosto

Divulgação dos projetos classificados e finalistas no site www.premiosebraeminasdesign.com.br: 15 de agosto

Cerimônia de premiação: setembro

As categorias

Brindes e materiais esportivos

Com a proximidade dos eventos esportivos que serão realizados no país nos próximos anos, a proposta desta categoria do prêmio é criar brindes, souvenires e materiais esportivos para serem comercializados a turistas e gerar boas oportunidades de negócios para as micro e pequenas empresas.

Embalagem para mel

Nessa categoria serão observados critérios como proteção, armazenamento, transporte e informações do produto. A embalagem deverá ser uma ferramenta de marketing, não apenas no aspecto informacional, mas para chamar a atenção nas gôndolas. A proposta deverá aumentar a competitividade do produto e oferecer soluções inovadoras.

Design social (aço)

O aço é considerado um dos materiais abundantes no Brasil. Os participantes desta categoria deverão utilizá-lo como base ou parte final do produto. O projeto deverá ter novas aplicações dentro do contexto de bem-estar social.

Resíduos 

Nesta categoria os participantes deverão apresentar soluções sustentáveis, principalmente, a preservação ambiental. As propostas devem estar coerentes com os esforços do Sebrae-MG no estímulo do empreendedorismo voltado à sustentabilidade,  colaborando nos resultados positivos para a sociedade.

Utensílios para Café 

O café é um dos produtos brasileiros reconhecido mundialmente. A bebida é a segunda mais consumida no país. Os cafés especiais ganham mercado, junto com as cafeterias que se multiplicam nas grandes cidades. Por sua importância no mercado nacional e internacional, a proposta desta categoria é desenvolver utensílios para servir e/ou degustar o café, que promovam a facilidade, a praticidade e a inovação no preparo e consumo da bebida. Sempre tendo como matérias-primas base ou na parte da solução os materiais: aço inox (Araguari, Timóteo, Ipatinga), fundição (Cláudio, Divinópolis, Itaúna), pedra sabão (Ouro Preto) e cerâmica.

Arranjos Produtivos Locais (APLs em Minas Gerais)

Em Minas Gerais existem cerca de 36 Arranjos Produtivos Locais (APLs), aglomerações de empresas em um determinado espaço geográfico com uma mesma especialização produtiva. Estima-se que esses APLs agrupem 6 mil empresas em todo o estado. Nesta edição do prêmio, os participantes poderão desenvolver projetos baseados nos APLs de calçados (Nova Serrana), Móveis (Ubá) e Cerâmica Vermelha (Ituiutaba  e região).

Os jurados

  • Adélia Borges, SP. Jornalista, curadora especializada em Design e professora de História do Design da FAAP ? Fundação Armando Álvares Penteado. De 2003 a 2007 dirigiu o Museu da Casa Brasileira em São Paulo.
    Foi curadora da Bienal Brasileira de Design 2010. É autora e coautora de mais de dez livros, entre eles “Design + Artesanato: O caminho brasileiro”. Artigos, textos para catálogos e livros de sua autoria já foram publicados em português, alemão, coreano, espanhol, francês, inglês, italiano e japonês;
     
  • Auresnede Pires Stephan, SP. Bacharel em Design, Mestre em Educação, Arte e História da Cultura. Professor de graduação e pós-graduação de diversas universidades. Consultor na área de design. Curador da Mostra Jovens Designers. Coordenador da coletânea 10 cases do Design Brasileiro, pela Editora Blucher. Membro do Museu da Casa Brasileira;
     
  • Fábio Mestriner, SP. Designer com 38 anos de experiência profissional. Professor coordenador do Núcleo de Estudos da Embalagem da ESPM ? Escola Superior de Propaganda  e Marketing. Membro do Conselho e atual coordenador do Comitê de Estudos Estratégicos da ABRE – Associação Brasileira de Embalagem. Como designer de embalagem, conquistou vários prêmios internacionais. Autor de diversos livros;
     
  • Marco Zanini, RJ. Graduado em Arquitetura pela Universidade de Florença. Sócio-fundador da Sottsass Associati. Lecionou em diversos institutos e universidades em todo o mundo;
     
  • Ivens Fontoura, PR. Mestre em Design pela UNAM (México). Criador e curador da Bienal Brasileira de Design, 1990 e 1992, em Curitiba. Curador da mostra Novíssimos da Bienal Brasileira de Design 2010, em Curitiba e 2012, em Minas Gerais. Escreveu, todos os domingos, durante 21 anos a página Designdesigner no jornal ‘O Estado do Paraná’. Atualmente, leciona na PUCPR – Pontifícia Universidade Católica do Paraná e na UTP – Universidade Tuiuti do Paraná. Preside a ABCD – Associação Brasileira de Críticos de Design.