Júri internacional do iF define os vencedores do prêmio internacional

O iF – International Forum Design, com sede em Hannover, na Alemanha, define entre os dias 18 e 20 de outubro os premiados na edição 2012 do iF Design Awards, que contemplam quatro prêmios da instituição: o iF Communication, iF Material, iF Packaging e iF Product Design Award, cujas estatuetas iF Gold são consideradas o Oscar do design mundial.

Este ano, foram 136 trabalhos brasileiros inscritos – entre produtos, peças gráficas e embalagens – que contam com o iF Representative Office Brazil em Curitiba, junto ao Centro de Design Paraná, para dar apoio e informações em português. Juliana Buso, representante do iF no Brasil, vai acompanhar o processo de avaliação do júri internacional – composto por 48 membros de 16 países diferentes. “Devido à parceria do Centro de Design com o iF e ao grande número de inscritos brasileiros, vimos neste ano a necessidade de acompanhar o júri, para esclarecer e explicar os projetos brasileiros – principalmente no iF Communication, por se tratarem de peças gráficas que precisam de uma explicação não só pelo conteúdo, mas pelo contexto cultural em que foram desenvolvidas”, afirma Buso.

Hoje, o Brasil é o 6º país que mais se inscreve no iF e o 10º mais premiado. Parte deste sucesso é devido ao programa Design Excellence Brazil (DEBrazil) que, também coordenado por Juliana Buso, alia o Centro de Design e o iF a fim de promover a indústria brasileira no exterior. “Paralelamente ao iF Representative Office, o Centro de Design coordena o programa Design Excellence Brazil, que é uma iniciativa única no mundo e tem por objetivo estimular a visibilidade do produto brasileiro no exterior através da participação no iF Product Design Award”, conta a coordenadora.

Saleiros João-de-barro, um dos 23 brasileiros premiados no iF Product Award em 2011

Ainda que uma premiação internacional possa parecer não ter efeito direto nos consumidores brasileiros, a credibilidade agregada ao prêmio aumenta o valor de um produto, por exemplo, e ainda reflete no mercado nacional. “A participação em um prêmio internacional como o iF possibilita mostrar para o mundo o potencial do design brasileiro e, com isso, estimular a competitividade no mercado interno”, explica Buso.

Após o período de avaliação, a decisão do júri internacional do iF será divulgada em fevereiro, quando acontece a cerimônia de premiação do iF Design Awards 2012 na cidade alemã de Munique.

Biooply, compensado desenvolvido por Cláudio Ferreira, premiado no iF Material Design Award 2011

 

 

 

 

 

O projeto Bibliopark, da KOMM, é uma biblioteca móvel desenvolvida para a Fundação Cultural de Curitiba, e estáentre os quatro brasileiros premiados no iF Communication Design Award 2011