Ministério da Cultura divulga o mapeamento estratégico para a inserção do design nos grandes eventos esportivos no Brasil

O design ocupa um lugar de grande relevância na história mundial recente, encontrando aplicações diversas e se espalhando por inú-meros ramos de atuação. O Brasil conta com algumas importantes iniciativas de apoio ao design que vêm experimentando um contínuo processo de aprimoramento ao longo dos anos. Em 1995, o governo federal lançou o Programa Brasileiro de Design (PBD), aglutinando programas já existentes para dar destaque ao tema e empreender um esforço de coordenação, que vem sendo mantido ao longo dos diversos ciclos presidenciais, com iniciativas que incluem: o programa Design Excellence Brazil (DEB), que dá suporte a empresas brasileiras que concorrem ao iF Design Awards, a organização de três edições da Bienal Brasileira de Design, e a manutenção, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), da Rede Design Brasil, com um portal dedicado ao tema. 

A ideia desta pesquisa é potencializar as diferentes oportunidades geradas por meio dos investimentos nos mais variados setores, identificando onde estão as melhores oportunidades para inserção do design como ferramenta de competitividade e inovação, além de explorar como o governo pode incrementar este incentivo através de políticas públicas exemplares, como outros países já o fizeram. Por fim, o objetivo do estudo, por parte da APEX-Brasil e do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC), é aproveitar ao máximo os eventos do porte da Copa do Mundo e das Olimpíadas.

Acesse o link para conferir o estudo completo: http://www.cultura.gov.br/economiacriativa/wp-content/uploads/2013/02/estmapdesign.pdf

 

Veja também