Morre José Carlos Bornancini

Faleceu no último dia 24 de janeiro, em Porto Alegre, em decorrência de uma parada cardíaca, o gaúcho José Carlos Bornancini – um dos mais representativos nomes do design nacional (na foto, de óculos, ao lado de Nelson Petzold).Nascido em 1923, Bornancini formou-se em engenharia civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Realizou parte expressiva dos seus projetos em parceria com o arquiteto Nelson Ivan Petzold, ao lado de quem desenvolveu mais de 200 produtos em segmentos como as indústrias de móveis, fogões, maquinário agrícola, brinquedos e utensílios domésticos. Um dos seus produtos mais conhecidos é o conjunto de talheres Camping, feito para a Hércules, que integra a coleção permanente do MoMA de Nova Iorque desde 1973 (veja foto ao lado). Outros destaques são a garrafa térmica R-Evolution (1999), da Termolar, que evita respingos na hora de servir; e a tesoura Softy (1989), que utiliza anéis macios de elastômero para um uso mais confortável (foto abaixo). Todos são produtos que já fazem parte da história do design brasileiro.Recebeu prêmios como o Prêmio Lápiz de Plata, de Buenos Aires, em 1985; o Prêmio Bienal Brasileira de Design, de 1990; e o Prêmio Lasar Segall – Museu da Casa Brasileira, de 1996; e outros. Ainda em 2006, recebeu uma homenagem da Apdesign, emprestando seu nome ao prêmio conferido aos vencedores do salão bienal promovido pela associação. Também foi professor titular de universidades como UFRGS, PUC e UFSC. O Programa Brasileiro do Design, através do DesignBrasil, lamenta a perda e transmite pêsames à família e amigos de José Carlos Bornancini, profissional que deixa um significativo legado para o design nacional e para o país.

Tags:

Veja também