Museus gratuitos e outros pontos turísticos de arte em Milão

 

 

Design e arte andarão de mãos dadas durante a semana do Salão Internacional do Móvel em Milão, que acontece de 9 a 14 de abril.

A Cosmit, organizadora do Salão, e a prefeitura assinaram um acordo que deixam todos os museus cívicos da cidade com entrada grátis — de 7 a 14 de abril. A lista é grande e abrangente.

Quem gosta de história, poderá visitar o Museo Archeologico. 

Os fãs de ciência vão gostar do Museo di Storia Naturale e o Aquario Civico.

Os apaixonados por arte vão querer entrar nos Museus do Castelo Sforzesco, Palazzo Morando e Museo del Risorgimento.

Já aqueles que curtem a arte contemporânea e moderna, devem colocar a Galleria d’Arte Moderna e Museo del Novecento no roteiro.

Mas a lista grátis não é tudo que a cidade oferece em termos de arte. Quem visita Milão deve conhecer a Pinacoteca de Brera. Fundada por Napoleão, a coleção do museu tem mais de 600 peças – entre elas, obras assinadas por Carpaccio, Mantegna, Rafael, Caravaggio e muitos outros.

A Pinacoteca Ambrosiana também possui obras destes artistas – incluindo a pintura “Retrato de um Músico” de Leonardo da Vinci.

Mas talvez a grande obra artística da cidade seja a Última Ceia, de Leonardo Da Vinci. O turista pode vê-la de perto na parede do refeitório do mosteiro de Santa Maria Delle Grazie. Mas não adianta bater na porta e querer ver o afresco: é necessário agendar estes 15 minutos de apreciação previamente pelo telefone ou pelo site.