Os dez vencedores do 4º Prêmio Sebrae Minas Design

Fonte : assessoria

 

Em uma edição que contou com um júri composto por Adélia Borges, Auresnede Stephan, Gisela Schulzinger, Luiz Alt e Tom Moore, o Sebrae Minas divulgou em dezembro os vencedores de seu prêmio de design. O trabalho desses especialistas não foi pouco – selecionar entre os 436 projetos inscritos no Prêmio Sebrae Minas Design, 86 propostas, das quais 24 se tornaram finalistas e apenas dez foram vencedoras.

A ideia da premiação é incentivar micro e pequenas empresas a usarem o design como diferencial competitivo e, para isso, a premiação identifica em setores apoiados pelo Sebrae Minas as demandas por projetos em determinadas áreas, estimulando a elaboração de propostas que atendam às necessidades desses mercados, sempre sob o viés da economia criativa e da produção sustentável.

Nessa edição 2014, as categorias Profissional e Estudante apresentaram projetos relacionados aos segmentos de Bijoux e acessórios de moda com pedras, rochas, gemas e resíduos minerais; Design de impacto social; Design de Serviços; Embalagem para produtos do agronegócio mineiro; Brinquedos, móveis infantis e utensílios domésticos em eucalipto e Resíduos.

Dos 16 finalistas na categoria Profissional, destacou-se Design de impacto social, segmento voltado às necessidades de desenvolvimento e inclusão sociais. Foram oito projetos oriundos de Minas Gerais, três da Paraíba, dois do Paraná, seguidos pelos Estados de São Paulo, Pernambuco e Rio Grande do Sul, cada qual com um projeto selecionado.

Na categoria Estudantes, o segmento que mais projetos recebeu foi o de Brinquedos, móveis infantis e utensílios domésticos em eucalipto, com três projetos entre os oito que disputam a premiação. Vieram quatro propostas de São Paulo, três de Minas Gerais e uma do Rio Grande do Sul.

Os 10 projetos vencedores, assim como os outros 14 finalistas, serão divulgados no catálogo 2014 do Prêmio Sebrae Minas Design e participam da mostra da premiação, que será realizada de 11 de dezembro a 19 de janeiro, no espaço Horizonte Sebrae – Casa da Economia Criativa, em Belo Horizonte. Seus criadores, entre designers profissionais e estudantes, terão ainda a oportunidade de integrar missão internacional organizada pelo Sebrae Minas para a Semana de Design de Nova York, em maio de 2015. Outras informações, assim como a lista dos projetos finalistas e vencedores, podem ser conferidas no site www.sebraeminasdesign.com.br

Os vencedores

Os seis premiados na categoria Profissional e os quatro na categoria Estudantes foram conhecidos na noite de 10 de dezembro, Abaixo, a relação dos vencedores e suas propostas criativas, que transformam o design em ferramenta eficiente para alavancar negócios. Confira!

 

Bijoux e Acessórios de Moda com Pedras, Rochas, Gemas e Resíduos Minerais

Profissional –  Trançado Precioso, de Pollyanna Oliveira Ramos, Contagem, MG.

Trançado Precioso Pollyana Oliveira Ramos

Composta por um conjunto de brincos e colar. Cada peça contêm duas circunferências, uma formada por gemas e a outra por trançados de fibra de bananeira. A gema é o citrino, em tons de amarelo ao laranja, lapidada em formato esmeralda, cravadas em pavê e organizadas em uma malha e efeitos visuais equivalente ao trançado de fibra de bananeira. O citrino é um mineral precioso da região do Vale do Jequitinhonha, onde o trançado em fibra é tradição.


Estudante –  
Não houve finalista

 

 Design de Impacto Social

Profissional –  Caça Talentos, de Caio Márcio Almeida e Silva, Curitiba, PR.

Plataforma digital que permite cadastramento, inserção de dados e comunicação de diferentes usuários de forma colaborativa. Prevê um banco de dados para cadastrar inscritos e oportunidades, com a finalidade de identificar talentos.

Estudante –  Bebedouro Público, de Bruno Spanevello Pergher, Santa Maria, RS.
Bebedouro

Este bebedouro atende as normas de acessibilidade à maior parte da população (crianças, adultos e idosos, cadeirantes ou não).  Pode ser instalado em diversos espaços públicos da cidade, integrando-se ao ambiente.

Tem estrutura de aço inoxidável conformada por corte, dobraduras, calandragem e soldas. É possível utilizar o processo de ferro fundido como processo alternativo. O sistema hidráulico é interno, com acessos para manutenção. Iluminação noturna de LED para melhor sinalizar o mobiliário urbano no entorno.

Design de Serviços

Noprego – Seu auto-socorro, de Iougo Huan Ferreira Alves e Kaio Cordeiro de Souza, Campina Grande, PB.

Noprego - seu auto socorro

Plataforma digital com interface em diferentes dispositivos fixos e móveis, que permite o cadastramento de mecânicos, borracheiros, eletricistas, chaveiros a serem localizados e solicitados em situações emergenciais. O cliente realiza o cadastro pelo celular ou utiliza atalhos de redes sociais (Facebook e Google+) para otimizar o processo com apenas um toque. Ao selecionar um desses serviços, o sistema rastreia por GPS apenas os profissionais próximos e aptos à necessidade. O usuário avalia as opções, seleciona e solicita o socorro, bastando depois aguardar a chegada do profissional ao local da emergência.


Estudante – 
 Consulte Mais – Pré-atendimento médico, de Breno Augusto de Sousa, Camila Pacheco de Godoi, Fernando Dias de Oliveira Melo, Guilherme Mendes Cotta, Paula Cristina Pereira Silva e Tamires Muniz Ribeiro, Belo Horizonte, MG.

Consulte + Sebrae03


Sistema APP para marcação de consultas, confirmação e check-in na sala de espera de clínicas e consultórios. A tecnologia de funcionamento consiste num totem de mesa com tela touch-screem, dotada de interface gráfica, touch para identificação por impressão digital e confirmação de dados, além de monitor de TV ou celular para acompanhamento da fila por meio de aplicativo. Facilidades e melhorias no ambiente são previstas: total acessibilidade, wi-fi, espaço criança e acesso a entretenimento. 

 

 Embalagem para Produtos do Agronegócio Mineiro


Profissional – 
 Canastra de Minas, de Emanuel Lucas Neves, Betim, MG.

projeto_canastra_imagem_1

 

O projeto prevê embalagem durável e refil que possibilitam ao consumidor final dar continuidade à cura do queijo.  A primeira é composta por duas peças e uma base de madeira cedrinho natural usinada, com furos e rebaixos para a respiração do queijo, além de tampa de cerâmica branca conformada por moldagem e esmaltação. O refil cilíndrico é produzido de polipropileno (PP) injetado.


Estudante –  Embalagem Curadora para Queijo Minas Artesanal, de Iwana Sampaio Raydan / Letícia Robini de Souza, Belo Horizonte, MG.

977-embalagem-curadora-queijo-artesanal-3

A embalagem é composta de prato, bandeja e tampa, que auxiliam a maturação do queijo meia cura, funcionando como uma queijeira ou caixa maturadora. A embalagem pode ser levada à mesa e também à geladeira e pode ser utilizada algumas vezes para guardar ou curar novos queijos. Foi pensada para atender turistas e apreciadores de produtos típicos da região. O corte a laser feito na madeira aplicada na tampa, além de permitir a circulação de ar (imprescindível para a boa cura do queijo), faz referência ao modo tradicional de fazer queijo nas fazendas de Minas Gerais.

 

 Brinquedos, Móveis Infantis e Utensílios Domésticos em Eucalipto

Pixel, de Klivisson Denisson Campelo dos Santos / D’emilton de Alcântara de Medeiros Júnior, Campina Grande, PB.

pixel_3_-_klivisson_campelo

O Pixel é um jogo de montagem em forma de cubo que oferece interação, entretenimento e aprendizagem para as crianças a partir de sete anos. Motiva os pequenos a criar e desenvolver suas habilidades cognitivas, neuropsicomotoras e sociais. Cada peça possui uma única cor. Sua forma simétrica possibilita o encaixe perfeito tanto na vertical quanto na horizontal com outras peças, por meio de indução magnética.
É fabricado em madeira de eucalipto As peças são laqueadas em uma só cor.

 

Estudante –  Zoo Móvel, de Cícero Júnior, Bauru, SP.

Zoo Mo

A coleção de mobiliários infantil é composta por um conjunto de banquinhos em forma de animais típicos da fauna e pecuária do Brasil. Os bancos são produzidos com placas de etileno vinil acetato (EVA).

 

 Resíduos

Re-build, de Patrícia Sandrin, Bento Gonçalves, RS.

ReBuild - 09

Os expositores empregam paletes oriundos do descarte da indústria e formam um sistema modular para lojas. Eles aliam o conceito histórico de uma matéria prima reaproveitada, com a flexibilidade que um conjunto integrado pode fornecer ao lojista.

 

Estudante –  Não houve finalista