Paul Priestman: ‘Design é crucial para uma economia emergente como a do Brasil’

O design é uma ferramenta estratégica para aumentar as vendas e a lucratividade e para assegurar a competitividade num mercado internacional. A opinião é do britânico Paul Priestman (foto), diretor da empresa britânica de consultoria Priestman Goode, que está no Brasil para o ciclo de palestras Design To Business. Ele faz apresentações em Curitiba (21/03) e São Paulo (22/03).

De acordo com Priestman membro-efetivo do Design Council, ex-presidente da Design Business Association e membro do Comitê Executivo do D&AD (uma instituição britânica fundada em 1962 para elevar os padrões de excelência no design e na publicidade) , o design pode ser um instrumento para o desenvolvimento de produtos e serviços relevantes não só para o mercado interno, mas também para frear importações e possibilitar que produtos nacionais sejam exportados.

Para ele, instituições como os centros de design precisam pressionar o empresariado e o Governo a mostrar os benefícios econômicos e sociais do design. Localmente, ainda é possível apontar outros benefícios da aplicação dos conceitos do design, especialmente em áreas como transporte e produtos hospitalares, afirma.

Em sua palestra, Priestman vai falar sobre Projetos de design para consumidores de uma sociedade global. Sua apresentação em Curitiba acontecerá no dia 21 de março, às 10h30, no Hotel Victoria Villa (convites no local). Também no dia 21, às 19 horas, o britânico ministra uma palestra para estudantes na PUC-PR, com entrada gratuita. As duas palestras terão tradução simultânea. Depois de passar por Curitiba, Priestman fala no dia 22 de março para empresários paulistas, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas.

A 9ª edição do Design To Business é realizada pelo Centro de Design Paraná e pelo British Council e promovido pela Masisa e pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná. O objetivo do evento é trazer ao Brasil referência internacionais no desenvolvimento de produtos inovadores e bem-sucedidos.

Quem é Paul Priestman

Diretor fundador da Priestman Goode, premiada consultoria britânica de design atuante nas áreas de produto, meio ambiente e transporte, Paul Priestman fez graduação e pós-graduação nas escolas de design Central Saint Martins e Royal College of Art, ambas em Londres.

A Priestman Goode tem clientes como Disney, Hitachi, Fijitsu, Coca-Cola Schweppes, Virgin Trains, Airbus, Bombardier e a brasileira Embraer, dentre muitos outros. Destaca-se entre seus principais trabalhos os projetos desenvolvidos para Hutchison Harbour Ring, Heathrow Terminal 5, Airbus A380 (foto de um projeto para cabine), Bisque Radiators and Virgin Trains. A Priestman Goode acaba de receber prêmios em duas categorias no Design Week Awards Hospitality Environments e Consumer Products. A Priestman Goode venceu com um projeto de design para um apartamento de hotel, o Yotel!, e também com um conceito de teclado virtual para computador, para a I.Tech Dynamic (foto).

Paul Priestman é ex-presidente da Design Business Association, membro do Comitê Executivo do D&AD e membro-executivo do Design Council, presidindo o Design Skills Advisory Panel.

O que é o Design To Business

Idealizado pelo Centro de Design Paraná, o Design To Busines destina-se a trazer ao Brasil algumas das principais referências internacionais em design, sempre para palestras dirigidas a empresários e designers.

Seu objetivo é mostrar que o design pode ser um poderoso aliado da indústria como ferramenta de inovação e de diferenciação em um mercado global e extremamente competitivo.

Desde 2000, ano da primeira edição, o Design To Business trouxe profissionais de renome. De Jane Pritchard, do premiado escritório IDEO, aos italianos Mauro Lipparini e Martino Zanotta, conhecidos no mundo do design de mobiliário.

Na última edição o convidado foi Martin Darbyshire, presidente do Tangerine Direction and Design, escritório que recriou a classe executiva – World Club dos aviões da British Airways.

Tags: