Prêmio Ozires Silva elege projetos inovadores

Cristiane, do Senai. Bonecos e livros guiam jovens no projeto de capacitação “Os Especialistas”

 

Após a análise de cerca de 70 projetos, o Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável divulgou ontem à noite, em Curitiba, os ganhadores da sua 6.ª edição. A seleção, dividida em quatro categorias, foi feita pelo ISAE-FGV, organizador do evento em parceria com o Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM), o Sebrae-PR e a Itaipu Binacional (confira os vencedores nesta página).

Entre os projetos ganhadores, na categoria de Educação, entre empresas de Médio e Grande Porte, está “Os Especialistas”, do Departamento Regional do Paraná do Senai. O projeto, criado em 2011, consiste em cinco cursos em funções de alta demanda e baixa procura da indústria paranaense: confecção, automotivo, higiene de alimentos, metalmecânica e construção civil.

Jovens a partir dos 14 anos podem participar da capacitação gratuita. Para isso, devem se inscrever no projeto do Senai e retirar seus livros. Depois de 30 dias, o interessado realiza a prova e, se aprovado, ganha um certificado. “Foi uma maneira encontrada para democratizar o conhecimento, estimulando o interesse dos jovens. Os cinco especialistas são bonequinhos que guiam o aluno e apresentam a profissão ao interessado”, ressalta Cristiane Zocatelli Ribeiro, que trabalha no núcleo de educação à distância do Senai e apresentou o projeto no prêmio.

Para o patrono da iniciativa, o engenheiro aeronáutico e ex-presidente da Embraer Ozires Silva, mais que premiar, a intenção do evento é reconhecer as iniciativas empreendedoras brasileiras, as quais, segundo ele, sobrevivem em um ambiente desfavorável aos novos negócios.

Ele pontua como um dos principais entraves ao empreendedor no país a falta de investidores dispostos a apostar em novas ideias com capital de risco. Ele lembra que a Embraer recebeu, do governo brasileiro, um aporte de US$ 70 milhões na sua fundação – cifra que hoje, segundo Silva, é faturada a cada semana pela empresa de aviação. “O capital de risco cria riquezas ao país. Em todo o mundo há exemplos de investimento de risco e esses investidores não quebram. Os investimentos são pequenos na comparação com os resultados alcançados”, pondera.

Reconhecimento

Conheça os vendedores

• Ambiental

Empresa de micro e pequeno porte

“Reduza os custos e consumo de recursos naturais com geração de água quente nas Industrias”, da Economaster.

Médio-Grande e Grande Porte

“Programa Municípios Verdes do Fundo Vale: viabilizando economias sustentáveis na Amazônia”, da Fundo Vale.

Estudante

“Exploração e Aproveitamento Energético de Biogás em Aterros Sanitários”, de Rafael Rodrigues.

• Econômico

Empresa Micro e Pequeno Porte

“A Política de Gestão de Frotas como Estratégia para Controle de Custos”, da empresa Golsat.

Médio-Grande e Grande Porte

“Projeto de Inovação SOFHAR:Desenvolvimento de modelos e processos para produção sustentável”, da empresa Sofhar Gestão & Tecnologia.

• Educação

Empresa Micro e Pequeno Porte

“Ação Saudável”, da empresa Inmed Brasil.

Médio-Grande e Grande Porte

“Os Especialistas”, do Senai, Departamento Regional do Paraná.

Pessoa Física

“Plano de Negocio Eis: Método de Iniciação Científica para Ensino de Fundamentos Através de ‘Hortas estruturadas’”, de Nei Lucio Domiciano.

Estudante

“Brinquedo Sustentável Para Escolas Públicas”, de Gabriela Noronha de Freitas.

• Social

Empresa Micro e Pequeno Porte

“Desenvolvimento Institucional – ASID”, da empresa ASID.

Médio-Grande e Grande Porte

“Movimento Nós Podemos Paraná: uma tecnologia de mobilização e transformação social”, do Departamento Regional do Estado do Paraná.

Estudante

“Marketing de Relacionamento: Os desafios do atendimento direcionado para o público surdo e ou mudo”, de Cindiliz Elaine Benedicto.

 

FONTE

 

Tags:

Veja também