Saiba como a Microsoft tem trabalhado o design de seus produtos

 

Existem duas ideias bastante populares sobre os produtos da Microsoft. A primeira diz que a empresa nunca investiu pesado em design. Já a segunda afirma que isso tem mudado nos últimos anos. E para reforçar essa última impressão, a companhia publicou em seu site uma espécie de roteiro com detalhes do trabalho realizado pela Microsoft atualmente, no campo do design.

Os conceitos nos quais a Microsoft têm se baseado ultimamente não são inovadores, por assim dizer, mas é possível perceber mudanças drásticas e, felizmente, para melhor. Vamos a elas.

Mais integração

Algo muito criticado alguns anos atrás era o fato de que os produtos da Microsoft funcionavam, mas não “conversavam” entre si. O primeiro Xbox a ser lançado, por exemplo, não trazia qualquer referência visual ao Windows, enquanto que o Windows Mobile era simplesmente uma versão menor do sistema usado no desktop.

Agora, todos esses produtos falam a “mesma língua”, apresentando um visual coerente entre eles. De acordo com o autor do texto, o editor Steve Clayton, a Microsoft finalmente “começou a pensar diferente em relação ao design”. E isso aconteceu cerca de três anos atrás, quando o Windows Mobile se tornou o Windows Phone 7.

Menos distração e mais funcionalidade

Apoiando-se no Movimento Moderno do design, a empresa também tem focado seus esforços em “tornar a funcionalidade mais bonita”. Por isso, foram eliminadas diversas decorações desnecessárias, como a intenção de copiar aspectos do mundo real ao replicar efeitos visuais de materiais como aço escovado, vidro ou couro em um ambiente virtual, por exemplo.

Da mesma forma, foram cortadas sombras e efeitos de luminosidade que mais enfeitavam do que forneciam uma funcionalidade real. “O conteúdo é a interface”, diz o diretor de design para Windows, Sam Moreau.

Legível e objetivo

A segunda influência para o novo design da Microsoft vem do chamado “Estilo Internacional”, que também visa eliminar distrações e focar em informações simples e concretas. Os pontos fortes desse movimento são a tipografia, um sistema de grade e o uso de cores marcantes e sólidas: tudo muito presente nas telas do Windows 8.

Esse estilo sempre foi muito adotado para ocasiões em que o conteúdo de informações é muito alto, como na sinalização de aeroportos e outros centros de transporte e talvez por isso funcione tão bem no mundo digital. O Windows Phone reúne esses elementos com informações pessoais, como fotografias, contatos e aplicativos e, por isso, se torna tão atrativo.

 

Fonte: Felipe Arruda, Tecmundo.Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/microsoft/40646-saiba-como-a-microsoft-tem-trabalhado-o-design-de-seus-produtos.htm#ixzz2VplizbNb