Saiba como foi a Semana D – Festival de Design

 

Stefano Giovannoni na Semana D

 

Foi uma semana intensa para os participantes da Semana D – Festival de Design, que aconteceu em Curitiba entre os dias 01 e 07 de outubro. Com nove exposições, cinco debates, dois lançamentos de livros, um desfile de moda, cinco oficinas e 32 palestras – destas, três internacionais-, o evento fez com que a capital paranaense mergulhasse no mundo do design. Isto porque, além das palestras, debates e exposições, o evento contou também com ações paralelas e com a Semana D D%esconto, que ofereceu preços especiais nas lojas participantes.

A Semana D,  que foi pensada, formulada e baseada nas grandes semanas de design que acontecem no exterior, foi uma realização do Centro de Design Paraná e da ProDesign>pr e contou com patrocínio do Sebrae, Unicuritiba e  Senai. Em sua segunda edição, o evento atingiu cerca de 10.000 pessoas.

A Semana D teve início com a palestra do designer argentino Luciano Cassisi, intitulada Design Gráfico na Era Digital. Um dos criadores do Foroalfa, Cassisi falou sobre o design aplicado a novas tecnologias, e também sobre responsive web design, dando exemplos de sucesso de sites que se adaptam a diferentes dispositivos de forma a oferecer uma visualização otimizada para quem os acessa.

No dia seguinte, empresários e estudantes tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho de Stefano Giovannoni, o designer italiano que criou verdadeiros best sellers para a Alessi, e cujas criações ainda fazem sucesso anos após lançadas, sendo até mesmo pirateadas. Após a palestra da manhã, Giovannoni participou de um almoço com empresários e, de noite, falou para uma plateia lotada de estudantes.  O designer, que veio com a esposa e os dois filhos, contou que foi sua primeira oportunidade de conhecer o Brasil, e que a viagem para cá foi a chance de concretizar um dos sonhos de seu caçula.

Na quarta-feira, Bruno Porto veio a Curitiba para dois eventos diferentes: a palestra Design Gráfico Asiático e o lançamento de seu livro Vende-se Design. Teve também o primeiro Papo D desta edição de 2012, com uma conversa sobre sustentabilidade, da qual participaram Tobias Bertussi, da Martiplast, e Débora Rocha, da Tecverde. No Papo D, a plateia pôde participar da discussão, fazendo perguntas aos convidados e contribuindo com o bate-papo. O Papo D aconteceu também na quinta feira, com o tema “Como melhorar a imagem produtiva e cultural do Brasil fora de suas fronteiras”, com Sergio Matos, Paulo Biacchi e Gustavo Engelhardt como convidados; e na sexta, com o tema “O papel do design na economia criativa”, com Luciana Guilherme, Eloi Zanetti, Jean Sigel e Junior Gabardo como convidados.

Um dos destaques na quinta-feira foi Marinangelo Nunes, da Grendene, que ministrou a palestra Tendência, Moda ou Comportamento. Nunes falou sobre sua experiência com o processo de criação dos calçados da marca Melissa e também da Ipanema.

A sexta-feira foi marcada pela apresentação de dois cases bastante interessantes – Penalty e Condor. No primeiro, Alexandre Estefano contou como a Penalty conseguiu reposicionar-se no mercado esportivo. Em seguida, Gerson Grohskopf  mostrou como a Condor conseguiu colocar no mercado uma moderna e atrativa opção de escova dental com custo final de apenas um real para o consumidor. Ainda da manhã de sexta, aconteceu a última palestra internacional da semana, A Personalidade do Packaging, em que Henrique Catenacci e Pier Benzi compararam o processo criativo do design de embalagens à criação de personagens para o cinema.

No dia seguinte aconteceu o fórum “Como preparar as cidades para a economia criativa”, do qual participaram apenas convidados. Em um debate dinâmico sobre sugestões de melhorias para a economia criativa em Curitiba, os participantes tiveram a oportunidade de interagir e mostrar suas ideias sobre o assunto. 

 

Papo D com Bertussi e Tecverde

Palesta com Luciano Cassisi

Palestra com Bruno Porto

Exposição ProDesign