Salão Design 2015 tem 105 finalistas

Fonte http://www.salaodesign.com.br/blog/

Selecionados devem enviar seus produtos ou protótipos em tamanho natural para a etapa final de julgamento

Os jurados do Salão Design 2015 anunciaram a seleção de 105 projetos para a próxima fase do concurso. Os finalistas devem enviar, até maio de 2015, seus produtos ou protótipos em tamanho natural para a escolha dos premiados. Pela primeira vez em sua história, a mostra dos finalistas será em São Paulo, em agosto de 2015.

Considerado o maior prêmio de design de produto da América Latina, o Salão é realizado desde 1988 pelo Sindmóveis (Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves), integrando criatividade e inovação tecnológica a móveis e acessórios por meio do design. Nessa 19ª edição, serão distribuídos R$ 205 mil em prêmios nas modalidades Estudante, Profissional e Indústria. A comissão julgadora é formada por cinco renomados profissionais e acadêmicos: as arquitetas Ilse Lang e Isabela Vecci; os designers Ivens Fontoura e Leonardo Lattavo; e a executiva Gláucia Binda, que representa a indústria.

Para a jurada Gláucia Binda, a análise individual de todos os projetos nessa primeira etapa possibilita, inclusive para a comissão julgadora, grandes reflexões sobre o futuro do design e dos objetos e móveis da casa. “Quando percebemos as linhas de pensamento se cruzando, como em objetos de encaixe ou de múltiplas funções, é possível imaginar como serão os produtos que teremos no mercado em um futuro próximo”, pontua. Ela também observa que foram inscritos projetos interessantes e que expressam o pensamento de uma forma mais singular e descomplicada. “Aliás, houve uma grande preocupação em demonstrar exatamente isso: que o design descomplica as coisas”, complementa a jurada.

O Salão Design 2015 teve 830 inscritos de 15 países e um percentual de 12% de selecionados para a segunda etapa. O jurado Leonardo Lattavo conta que esta primeira análise foi feita com base nas informações passadas pelo projeto, análise fotográfica e tridimensional. Em relação às edições passadas, o jurado aponta uma redução dos projetos lúdicos, remetendo a formas humanas ou de animais e que estiveram muito presentes em anos anteriores. Segundo ele, os projetos lúdicos deram espaço a um grande numero de peças com usos e materiais diversos que têm em comum uma morfologia facetada e triangulada – reflexos uma tendência internacional. “A madeira segue, sem dúvida, predominando como material”, analisa.

Novamente, o prêmio terá sete categorias: Iluminação; Móveis para dormitório; Móveis para sala de estar e jantar; Móveis para cozinha, área de serviço e banheiro; Móveis para área externa; Móveis para escritório e home-office; e Acessórios domésticos. Além das premiações em dinheiro, serão concedidos os já tradicionais troféus Professor Orientador, para os orientadores indicados nos projetos dos estudantes premiados, e Madeiras Alternativas, que premia o melhor projeto da edição fabricado a partir de espécies que o Serviço Florestal Brasileiro considera como não muito utilizadas.

A lista dos selecionados está disponível em www.salaodesign.com.br/blog.