Transportes do Futuro

Conforme as pesquisas do Grupo da Inteligência, o mundo será mais sustentável no sentido ecológico, porém o conforto emocional será uma das áreas mais deficientes do ser humano. O distanciamento das relações humanas nos trará problemas nos relacionamentos interpessoais. Acredita-se que as famílias terão outro tipo de agrupamento, não apenas por ligações de parentesco. O ser humano cada vez mais se torna um ser isolado dentro do seu micro universo.

“Os produtos deverão preencher este vazio trazendo segurança e bem-estar ao usuário. Existirão novas experiência sensoriais com a ajuda das novas tecnologias emergentes, que acontecerão dentro das residências, onde também serão gerados elementos com alimentos e vestimentas”, diz a coordenadora do curso de Design do Instituto Mauá de Tecnologia, Cláudia Facca.

Novas demandas de moradia nos levarão a outros tipos de ambiente, como os oceanos. Neste panorama, a GM deverá não só produzir transporte cada vez mais interativos e autônomos, mas também moradias e dispositivos tecnológicos para garantir o bem-estar emocional das pessoas.

O desafio dos estudantes do curso de Design do Instituto Mauá de Tecnologia era prever o futuro da terra em 2030 e como a GM estaria inserida. Foi então que Alan Melo de Lira, Eduardo Pedro da Silva, Murilo Santicioli Okoniewski, Isadora Campos, Mayara Furuse Pereira, Milena Megumi Miranda, Aline Leal Lacava e Felipe Cardoso Benedito criaram o Carro Terrestre. Já Bruno Passaretti Gaiardi  desenvolveu o projeto do Transporte Anfíbio.

Conheça os projetos:

Info_Transporte1  - Copia

 

Info_Transporte2  - Copia