A História das coisas

Por Christian Ullmann

O design inteligente permite que designers considerem todas as etapas do processo, desde a extração até a reciclagem.

Com o apoio de algumas instituições, a americana Annie Leonard realizou um vídeo esclarecedor. The Story of Stuff apresenta de forma clara, dinâmica e honesta o modelo de sociedade em que vivemos. Em 21 minutos, o documentário nos faz perceber nosso papel de protagonistas das mudanças, especialmente daquelas essenciais para criar um novo modelo de sociedade, no qual os aspectos sociais e econômicos entram nos custos da produção e venda dos produtos.

Estamos usando demasiados recursos naturais e 80% das florestas originais do planeta já foram destruídas. Nas ultimas três décadas consumimos 1/3 dos recursos naturais do planeta. Os Estados Unidos, que representam 5% da população mundial, consomem 30% dos recursos do planeta e geram 30% da lixo do mundo. Por cada quilo de lixo produzido pelo consumidor final foram gerados até 70 quilos de lixo nas etapas de extração de matéria prima, processo de transformação, produção, logística e comercialização. Na sociedade americana, o percentual de produtos que circulam através do sistema e ainda são usados seis meses depois da data de venda é de 1%. Isto significa que 99% das coisas que foram cultivadas, extraídas, processadas, transformadas e transportadas viram lixo em menos de seis meses. Assim, não é possível gerir um planeta com este nível de rendimento. Necessitamos criar um novo sistema. Temos que transformar nosso sistema linear de economia dos materiais por um sistema sustentável. Um novo modelo de pensamento, baseado na sustentabilidade e equidade, com química verde, zero resíduos, produção em ciclo fechado, energia renovável e economias locais vivas, já esta acontecendo. E, para os céticos, é só lembrar que o velho modelo linear foi desenvolvido pelas pessoas. E são as pessoas que estão desenvolvendo este.

O documentário trata sobre o ciclo de vida dos bens e serviços e destaca os “erros” do processo de produção atual. Pontua ainda todos os detalhes que tínhamos ouvido alguma vez nas matérias(trabalho infantil, empresas tóxicas e desmatamento).

Annie Leonard é uma expert em comércio internacional, cooperação internacional, sustentabilidade, bem como em saúde e meio ambiente. Acumula mais de 20 anos de experiência em pesquisas junto a fabricas e aterros mundo afora.

Qual é a história das coisas?

O maior potencial do design está nas primeiras etapas. Sempre é mais simples prevenir que consertar. E com o design não é diferente. Maiores oportunidades e alternativas nas etapas de projeto seguramente nos darão melhores produtos para nossa sociedade.

Hoje conhecemos ou pelo menos podemos imaginar qual é o caminho realizado ou etapas necessárias para a extração das matérias-primas, processos de transformação, produção, comercialização, uso, reciclagem e reutilização. O design inteligente permite que designers considerem todas as etapas do processo, desde a extração até a reciclagem, e assim considerem o design inovador como uma grande oportunidade.

Este design inteligente é simplesmente o design contemporâneo. É contemplar nas etapas do projeto as questões importantes deste momento histórico da humanidade.

Entender as diversas fases do ciclo de vida de um produto proporciona um novo contexto, muito valioso para a avaliação dos impactos sobre a sociedade e a natureza leia-se saúde humana e meio ambiente.

A história das coisas expõe as conexões entre um grande número de questões ambientais e sociais, além de possibilitar a compreensão de como fazemos as coisas. É um convite a todos nós, para que criemos juntos um modelo mais sustentável e justo.

Para ver “A História das coisas” (legendado em português)
http://video.google.com/videoplay?docid=-3412294239230716755

Site: www.storyofstuff.com

© Copyleft – É livre a reprodução exclusivamente para fins não comerciais, desde que o autor e a fonte sejam citados e esta nota seja incluída.

Tags: