Aguilar Selhorst

Por Editor DesignBrasil

“A utilização de protótipos, para analisarmos cada elemento do conjunto do produto, foi fundamental para o lançamento do produto com o mínimo de revisão depois do lançamento no mercado”

Localizado na cidade de Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, o escritório MegaBox Design acumula dois prêmios iF Product Design Award. O último deles, na edição 2009, foi obtido graças a um trabalho realizado para uma empresa paulista, a AnimallTag – Solução em Identificação.
Ao procurar o MegaBox, a empresa com sede em São Carlos buscava um diferencial para um brinco empregado na identificação pecuária. O resultado do trabalho conjunto superou as expectativas. Resolveu o alto índice de queda dos brincos aplicados no gado ao reduzir as inflamações e coceiras que geralmente levavam o próprio animal a arrancar o brinco. A solução encontrada foi a criação de uma membrana que contém um medicamento fitoterápico.
Situada no interior da cabeça do brinco, a membrana que contém o anti-séptico agrega ações repelente e cicatrizante. Atuando a partir da injeção da peça na orelha, a membrana é fixada com um encaixe macho-fêmea. O brinco conta ainda com um chip interno que armazena dados do animal e permite seu rastreamento. A inovação gerou uma patente internacional para o fabricante, que contou com o apoio do Programa Design & Excellence Brazil (DEBrazil) para participar do iF para inscrever o produto.
Para falar sobre o produto, e o processo de desenvolvimento, o DesignBrasil conversou com o designer Aguilar Selhorst Jr, sócio da Megabox. DesignBrasil Como e quando surgiu a oportunidade de desenvolver o Animal Tag?Aguilar Selhorst A Korth / AnimalTag (empresa contratante) nos procurou por meio de uma indicação de outro cliente que atendemos também no setor agropecuário (a Beckhauser – que trabalha com troncos e balanças para gado). Eles tinham um projeto no Finep para desenvolver brincos de rastreabilidade e precisavam incluir neste projeto uma empresa de desenvolvimento de projetos de produtos e nos procuraram justamente pela nossa experiência com produtos para o setor. Fizemos nossa proposta comercial para trabalharmos juntos. O projeto foi aprovado na Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), a verba de pesquisa e desenvolvimento foi liberada e iniciamos o desenvolvimento.

DesignBrasil Na oportunidade, qual foi o briefing da empresa?Aguilar Selhorst O briefing era organizado, levava em consideração o cenário do setor agropecuário no Brasil e no mundo, identificando-se os problemas de rastreabilidade da carne produzida no país, suas deficiências e quais pontos positivos. Além dos aspectos mais contextuais, aspectos do produto, como materiais e processos produtivos, já estavam definidos no briefing, bem como um target de preço final do produto e o volume de venda estimado. No briefing da empresa tinha também dois itens interessantes, um era a importância do “belo” no produto como diferencial aos concorrentes e o outro era a inviolabilidade do produto, ou seja, uma vez aplicado, não seria possível retirá-lo sem danificá-lo. Isso daria ao produto seu propósito principal, o certificado de rastreabilidade do animal que usaria o brinco.DesignBrasil Quais foram os principais desafios no processo de desenvolvimento?Aguilar Selhorst Houve grandes desafios. Equilibrar no desenho do produto as questões dos custos de produção, os materiais e processo produtivos exigiram um estudo muito grande. A legislação existente no segmento, patentes e propriedades industriais já requeridas por outros produtores e tecnologias disponíveis para viabilizar o funcionamento ideal do produto foram, na minha opinião, as barreiras mais difíceis e também as mais prazerosas de se romper.DesignBrasil Como foi o relacionamento entre empresa e escritório (Megabox) ao longo do desenvolvimento e de que modo isso influenciou o resultado final?Aguilar Selhorst Houve na verdade uma imersão total no projeto por parte dos atores (Megabox e Korth / AnimalTag). Como em um casamento, muitas alegrias, muitas discussões e, no nosso caso, um final feliz. O resultado final, de sucesso do produto, só foi possível por essa imersão no tema do produto pela Megabox e a empresa. Sem isso, o resultado certamente seria mediano.DesignBrasil Como foi o processo de prototipagem?Aguilar Selhorst Como em todos os projetos que desenvolvemos, a prototipagem é elemento central de nosso método de trabalho. Inicialmente confeccionamos o volume do produto, onde pudemos conferir os aspectos formais. Na medida em que as fases de desenvolvimento foram ocorrendo, fomos fazendo mais e mais protótipos. Inclusive fazendo moldes de injeção protótipo para definirmos os encaixes e montagem dos elementos que compunham o produto e reação dos materiais às intempéries e às tentativas do animal em retirar o brinco depois de aplicado. Os primeiros protótipos de testes completos, por exemplo, foram utilizados em animais de fazendas da região de São Carlos, para percebermos se os brincos obedeceriam a aspectos ergonômicos dos animais e dos indivíduos que deveriam fazer as aplicações dos brincos nos rebanhos. Os brincos deveriam ser de fácil aplicação. Os peões que geralmente aplicam os brincos passam o dia fazendo essas aplicações e nós, junto com o pessoal da Korth / AnimalTag, terminamos o dia com as mãos inchadas. Tivemos de rever as pressões de aplicação. Além desses testes, havia outra frente de pesquisa. Ela mostrava que a questão da aplicação gerava um ferimento, mesmo que leve na orelha do animal, e que este ferimento poderia gerar infecção e/ou infestação de parasitas na orelha do gado. A utilização de protótipos, para analisarmos cada elemento do conjunto do produto, foi fundamental para o lançamento do produto com o mínimo de revisão depois do lançamento no mercado.DesignBrasil De que modo a solução de design resolveu o produto e atendeu ao cliente?Aguilar Selhorst A percepção de produto inovador pelo mercado e o valor que foi agregado ao produto pelos diferenciais conseguidos em relação aos produtos concorrentes são as conquistas mais significativas que o cliente obteve com a utilização da ferramenta design neste processo.
Além disso, trazer as soluções de design para dentro da empresa trouxe uma nova visão ao cliente. Tanto é que a parceria continua e estamos desenvolvendo outros projetos com o mesmo perfil. Graças ao projeto do brinco nos conhecemos melhor e tivemos a oportunidade de trabalhar juntos em outros quatro projetos. Dois deles já estão sendo comercializados; um terceiro, que finalizamos agora no mês de março, e um quarto, que deverá se estender até meados do ano.DesignBrasil Uma das inovações do sistema é a presença de um composto anti-séptico dentro da parte superior, vedada por uma película que é rompida na aplicação do brinco, que promove a assepsia local. Como chegaram a esta solução?Aguilar Selhorst Esta é uma das inovações, e é sem dúvida a que mais fica aparente e a que traz mais valor agregado ao produto, pois reduz significativamente as interferências e cuidados com a saúde do animal após a aplicação do brinco. Essa solução surgiu após seis meses de desenvolvimento do brinco. Havia muitas barreiras de propriedade industrial envolvendo este produto e precisávamos trazer algo novo a ele, de forma a justificar tamanha pesquisa, que ia desde o estudo de materiais, leitura de artigos que tratam de comportamento animal até as barreiras legais e normativas do segmento do produto. A assepsia do local de aplicação do brinco já era uma das preocupações no produto quando analisamos a literatura que tratava do comportamento dos animais e da questão que envolve o estresse do animal e a qualidade final da carne a ser consumida. Em paralelo a este projeto, a Megabox estava trabalhando em um projeto de embalagem de refrigerante, e acredito que, pelo fato de estarmos imersos em ambos os projetos, não foi difícil imaginar a membrana que vai ao fundo das tampas das embalagens de refrigerante se transformando numa espécie de lacre para anti-séptico dentro do brinco.DesignBrasil O produto tem sido bem recebido no mercado?Aguilar Selhorst O retorno que temos da Korth / AnimalTag é que milhares de brincos já foram vendidos na America Latina, onde há uma operação comercial especial, em função de alguns governos estarem aperfeiçoando seus sistemas rastreamento do gado produzido. E o brinco AnimalTag tem se destacado, justamente pelos seus diferenciais propostos.

DesignBrasil Quatro designers participaram da equipe que desenvolveu o produto. Como é o método de vocês trabalharem em conjunto para obter os resultados?
Aguilar Selhorst
A Megabox trabalha com um conceito de desenvolvimento de produto total, ou seja, apesar de podermos atuar em partes do desenvolvimento só é possível encontrar soluções ideais, quando olhamos todos os aspectos que envolvem um produto, sua forma, função, viabilidade econômica e construtiva, suas aptidões e suas falhas. Um único indivíduo não dá resposta a todas estas questões. Uma equipe multidisciplinar e cooperativa é que possibilita a construção de conhecimento capaz de trazer as soluções ideais aos produtos. Em resumo, pesquisa, discussão e muitos protótipos são os principais elementos de nosso método de trabalho.DesignBrasil Que reflexos um prêmio como o iF Design traz para o Megabox e para a carreira de todos vocês? Aguilar Selhorst É nosso segundo iF, o primeiro ocorreu em 2006, na área de proteção ao trabalho. Era um abafador de ruídos para capacete de operários. Depois do prêmio diversos contatos de empresas interessadas ocorreram, assim como este agora com o AnimalTag. Isso mostra o peso que o prêmio tem no aval de projetos com soluções de design. A percepção que temos é que o iF premia o produto pelo bom design, com isso são premiados o(s) designer(s) e a empresa proprietária. Este foco do prêmio promove o design como negócio, não apenas como bom projeto ou boas soluções. Tanto para a Megabox quanto para nossas carreiras ter um prêmio iF é a consolidação e reconhecimento de um trabalho bem feito. Tivemos várias oportunidades de negócios estimulados pela chancela do selo iF nos projetos que foram premiados. E com certeza continuaremos nos inscrevendo com projetos que virão, pois nossa filosofia de projetos é perfeitamente alinhada com a filosofia de premiação do iF Design Awards.Entrevista: Juan Saavedra – Portal DesignBrasil

Tags: