Cristina Zatti

Por Editor DesignBrasil

“Prêmios como iF são grandes conquistas, especialmente porque o mercado europeu é ainda mais exigente”

Líder nacional no nicho de utilidades plásticas com design, a gaúcha Coza não para de ganhar prêmios. Um dos seus últimos é o iF Product Design Award 2009, obtido com a peça “Caixa com Visor”.
Criado com a finalidade de auxiliar na organização dos mais diversos ambientes da casa, o produto tem como inovação os visores laterais da caixa, que permitem visualizar o conteúdo interno: porta lápis e canetas, para guardar CDs ou pequenos objetos que normalmente ficam espalhados em cima da mesa.
Para conhecer um pouco mais sobre o processo de desenvolvimento do produto, e o próprio sucesso da Coza, o DesignBrasil conversou por e-mail com Cristina Zatti, coordenadora do Bureau de Criação da Coza.DesignBrasil Como surgiu a percepção de que era preciso criar uma caixa organizadora fechada que permitisse enxergar o conteúdo interno?Cristina Zatti São princípios da organização: guardar em lugares fechados (para não sujar) e enxergar o que tem dentro (encontrar facilmente). Além disso, o visor é importante, pois permite saber o que tem dentro sem o usuário ter que desempilhar e abrir todas as caixas. DesignBrasil Como foi a fase de brainstorm? O que essa fase agregou ao produto?Cristina Zatti Temos outros produtos de organização que nos dão um histórico de vendas, além das demandas de clientes e consumidores finais. Com esses pontos, mais nossa vivência, foi se formatando o produto. A caixa foi concebida com as paredes laterais retas, na fase de brainstorm decidimos fazer as laterais inclinadas para facilitar a forma como o produto seria transportado e estocado.DesignBrasil O design da caixa permite o empilhamento. Como chegaram a essa solução?Cristina Zatti O empilhamento é uma característica fundamental para uma caixa organizadora, pois permite a economia de espaço. O design da caixa foi pensado para atender as necessidades de empilhamento tanto do usuário final como do transporte e do lojista. Pois quando empilhadas sem tampa elas ocupam pouco espaço, gerando economia de custos no transporte e de espaço no estoque. A ranhura na tampa onde se encaixa a base da outra caixa torna o empilhamento mais estável.Foto: Caixa com Visor (imagem de Fernando Cavalcanti).DesignBrasil As dimensões do produto têm 31cm de largura por 13,5cm de altura e 17cm de largura. Como chegaram a essas medidas? A partir de pesquisas com consumidores interessados nesse tipo de produto?Cristina Zatti As medidas foram definidas baseadas nas dimensões da cesta organizadora grande (perfurada), produto de sucesso da Coza.DesignBrasil Na loja online da Coza, há versões do produto em quatro cores: laranja compacto, rosa e camurça, além de preto. Por que a opção por essas cores? Elas também estão fundamentadas em pesquisa de mercado?Cristina Zatti São nossas cores da linha de organizadores. Temos um histórico de que são as cores mais vendidas. O branco e preto somam mais de 50% da venda.DesignBrasil Hoje em dia, os produtos da Coza são vendidos em diversos pontos de venda, de lojas que atingem as classes A e B até lojas do perfil R$ 1,99. De que modo o fato de atingir públicos diferenciados influencia no processo de desenvolvimento de novos produtos?Cristina Zatti A Coza quer fazer produtos com design acessível. Queremos que muitas pessoas possam comprar produtos com design e reconheçam a marca. Quando pensamos em um produto, projetamos para que tenha design (qualidade, cor, funcionalidade) e que tenha um preço compatível com o valor percebido.DesignBrasil Como a empresa utiliza as informações colhidas pela internet, em seu próprio site, para adaptar e lançar novos produtos?

Cristina Zatti Temos uma planilha de sugestões. Quando estas começam a se repetir se percebe uma demanda. Às vezes alguma sugestão confirma uma nova tendência de produtos ou cores. Outras, são subsídios para pesquisar inovações.DesignBrasil Como funciona a pesquisa de tendências?Cristina Zatti Participamos de várias feiras do segmento de UD (nacionais e internacionais), exposições, mostras… Visitamos clientes e lojas em geral. O importante é sempre estar com um olhar atento para o que acontece no mundo e ao nosso redor.Foto: Farinheira, um dos produtos lançados com base em pesquisa e pedido dos consumidores.DesignBrasil Em uma entrevista anterior ao DesignBrasil, em 2005, você explicou que o Bureau de Criação da Coza tinha um escritório em Porto Alegre e que de lá coordenava escritórios e profissionais externos como o Bornancini Petzold & Müller. Ao longo dos últimos anos houve mudança no modo da Coza trabalhar? Aumentou a equipe interna? Quantas e com quais equipes externas a Coza trabalha atualmente?Cristina Zatti Continuamos com o mesmo sistema. De lá pra cá, passamos a trabalhar com novas equipes externas. Além de Valter Bahcivanji, de São Paulo, a OD Design, do Rio de Janeiro, as designers cariocas Taciana Silva e Marcela Albuquerque, o escritório gaúcho Bornancini Petzold & Müller (dos designers Nelson Ivan Petzold, José Carlos Bornancini e Paulo Müller), agregamos a designer Ana Cristina Resende, a Tita, a artista plástica Heloísa Crocco, a Progetti Design (de Mauro Sarmento e Eduardo Marins) e Renata Rubim, especializada em design de superfície todos do Rio Grande do Sul. Fazem ainda o trio de jovens talentos Mirela Rosa, Felipe Johann e Carolina Campos egressos da Escola de Design da Unisinos e que fazem parte do projeto Coza Faz Escola.Foto: lixeiras Bios, que têm um sistema de abertura patenteado pela Coza.DesignBrasil Atualmente, a Coza tem muitos concorrentes que procuram copiar algumas das suas linhas de produto. Como o Bureau de Criação trabalha para inovar permanentemente e demarcar a diferença dos seus produtos em relação aos da concorrência nas gôndolas e prateleiras dos Pontos de Venda (PDVs)?Cristina Zatti Registramos as patentes das melhores inovações e identificamos os produtos com nossa marca através de selos adesivos colocados em todas as peças, além da logomarca já impressa nos produtos. Sempre que possível, utilizamos um espaço separado nos PDVs para apresentação das nossas linhas de produtos. O Bureau de Design tem a missão de renovar constantemente o portfólio de produtos de acordo com a política de lançamentos da Coza.Foto: bolsa Coza Next Bag, assinada por Heloísa Crocco, que recentemente passou a trabalhar com a Coza. É um produtor comemorativo aos 25 anos da marca – o primeiro na linha Personal e que é multiuso, característica dos produtos Coza.DesignBrasil A Coza já ganhou muitos prêmios nacionais de design. O que representa para a empresa, e mais especificamente, para o Bureau de Criação, os prêmios internacionais como o iF Awards? Cristina Zatti São grandes conquistas, especialmente porque o mercado europeu é ainda mais exigente. Além da visibilidade, que é muito importante, isto significa que a Coza tem criado soluções de produto com reconhecimento internacional, até em países onde a marca ainda não está estabelecida. Mostra que a Coza tem diferenciais lá fora, que realmente agrega valor aos produtos plásticos. DesignBrasil Esses prêmios abrem as portas do mercado internacional para a Coza. Qual a diferença de pensar em produtos para consumidores de outros países, que têm outra cultura e outros padrões e modos de se relacionar com os objetos?Cristina Zatti É preciso conhecer a cultura, os hábitos, pesquisar muito, é mais demorado… mas por outro lado muito gratificante. Entende-se muita coisa quando se analisa o comportamento de consumidores de outros países.Foto: Linha Retrô traz releituras de peças que fizeram sucesso, em plástico
transparente.

Tags: