De que futuro estamos falando

Por Christian Ullmann

Empresas de tendências mergulham no cotidiano dos diferentes paises do mundo para descobrir quais as próximas referências e prever o potencial destas tendências antes mesmo delas explodirem. O grande desafio é converter uma tendência em uma verdadeira oportunidade de negócio mensurável. A consultora Spark & Honey faz isto. Na semana passada, o jornal Valor Econômico divulgou as 20 profissões do futuro da Spalk & Honey”.

É até divertido ver a distância entre a pesquisa e a nossa realidade, ou melhor dito,  nossas diferentes realidades brasileiras. E não devemos esquecer que por trás de tudo sempre tem uma intenção de organizar o futuro e criar oportunidades específicas.

No entanto, também podemos aproveitar as pesquisas internacionais e usá-las como pontos de referência para orientar nosso perfil profissional e melhorar nossas oportunidades com o mercado orientando estratégias, comunicação e planejamento.

Cada vez mais nós, designers – designers contemporâneos, empreendedores, curiosos e jovens de espírito – estamos procurando novos caminhos, novas oportunidades e cada vez estamos mais perto do modelo de designer thinker para formatar o novíssimo mercado do design business.

Concordo, cada vez está mais difícil atender as expectativas profissionais para uma sociedade mais adequada ao nosso tempo, mas cada vez há mais jovens designers, formados em escolas tradicionais de design (entenda-se escolas de formação em design de produto ou design em comunicação visual) que estão aventurando-se em novos modelos e novas idéias.

Isto é muito bom para a nossa profissão, que cada vez fica mais atenta e aberta as mudanças sociais. O desafio é o de sempre transformar ideias em projeto e projetos em ações onde empresas, clientes ou sociedade dem valor e possam quantificar.

O que está, sim, claro para todos, é que no passado e quase até o presente as carreiras eram estáveis e lineares, as pessoas escolhiam um caminho que durava até a aposentadoria. Mas isso tende a mudar.

As carreiras e as escolhas dos jovens são fragmentadas, especializadas e já vemos como está entrando o modelo social de colaborativismo e complexidade e isto esta em constante evolução.

 

20 sugestões de carreiras para o futuro:

1. Conselheiro de produtividade: as pessoas precisarão de ajuda para melhorar a sua produtividade, combinando saúde, bem-estar, gestão do tempo e aconselhamento de carreira.

2. Curador digital: um especialista que recomenda e mantém seu rol de aplicativos, hardwares e softwares para melhorar sua vida pessoal e profissional.

3. Balanceador microbiológico: um especialista que avalia a composição microbiológica de um ambiente ou indivíduo.

4. Desorganizador corporativo: as empresas pedirão um organograma mais colaborativo, e será preciso que alguém embaralhe e quebre as hierarquias corporativas.

5. Tutor de curiosidade: um conselheiro que não só forneça inspiração e conteúdo para despertar a curiosidade, mas que ensine a arte da descoberta.

6. Especulador de moedas alternativas: as moedas virtuais estão ganhando força, e isso é uma boa oportunidade para um especialista que se dedique a estudar esse mercado.

7. Pastor urbano: especialista em plantas criadas em jardins de pequena escala ou em áreas urbanas incomuns.

8. Faz-tudo 3D: um especialista em impressão 3D que fabrica tudo o que uma pessoa precisa.

9. Administrador de morte digital: alguém que cria, administra ou elimina dados após a morte de alguém.

10. Arquivista pessoal: na era da vida completamente documentada, haverá a necessidade de especialistas para organizar, catalogar e dar sentido aos conteúdos pessoais.

11. Especialista em desintoxicação digital: a internet estará em todos os lugares, e precisaremos de um profissional para nos ajudar a desintoxicar do mundo virtual e ter uma vida mais saudável.

12. Especialista em crowdfunding: alguém que entenda como promover e obter fundos para um projeto através de financiamento público.

13. Consultor de novas habilidades: esse profissional ajuda os clientes a desenvolver e adquirir novas habilidades para ocupar cargos inéditos nas empresas.

14. Personal trainer baseado em dados: um instrutor de saúde que não só recomenda dietas, mas também analisa os dados de rotina pessoal e aptidão para que o cliente tenha um melhor estilo de vida.

15. Cinegrafista de experiências: esse cinegrafista viverá experiências por outras pessoas e as gravará para os chamados “exploradores de sofá”.

16. Conselheiro de não escolaridade: esse profissional incentiva os alunos a invadir o mundo real e experimentar a vida, em vez de apenas buscar caminhos tradicionais de ensino.

17. Consultor de privacidade: esse especialista estudará vulnerabilidades de segurança em aspectos pessoais, físicos e virtuais.

18. Consultor de carreiras via Skype: consultores de carreira que preparam e ajudam profissionais por meio de entrevistas remotas ou vídeoconferências, com dicas de etiqueta, aparência e habilidades de conversação.

19. Agente de memes: assim como um agente de celebridades, esse profissional representará personalidades que se tornaram memes na internet.

20. Condutor de drones: a demanda por drones (aviões não tripulados) pedirá guias experientes.

 

Algumas das especialidades ou consultorias sugeridas já existem ou pelo menos a ideia que vai ter que virar um bom negocio com uma maior demanda do mercado e outras ainda não existem, porem vocês sabem: se nos queremos criamos o futuro de nosso jeito!

 

Matéria do Jornal Valor Econômico, Empresa de tendências indica as 20 profissões do futuro:
http://www.valor.com.br/carreira/3278798/empresa-de-tendencias-indica-20-profissoes-do-futuro

Link original da consultora Spark & Honey:
http://www.sparksandhoney.com/news.php

1 Comentário

  1. Lin de Varga disse:

    Gostaria de ter conhecimento de experiências e trabalhos feitos no âmbito da desintoxicação digital