Decisões de projetos – metais pesados

Por Christian Ullmann

Com o sentido de colaborar e ampliar o conhecimento ou curiosidade de designers e estudantes, este texto apresenta algumas caracteristicas dos conhecidos e muito utilizados nos diferentes processos e setores industriais metais pesados”.

Nas diferentes fases do desenvolvimento de produtos, nós, designers, temos que tomar decisões que podem colaborar para a redução do impacto ambiental do produto que estamos desenvolvendo. Nessa fase, quanto mais tenhamos informações sobre as opções técnicas e conhecimento dos processos de transformação, mais podemos colaborar com as características dos produtos que desenhamos e assim corresponder com as necessidades e desejos da sociedade.

Com o sentido de colaborar e ampliar o conhecimento ou curiosidade de designers e estudantes de design, este texto vai apresentar algumas caracteristicas dos conhecidos e muito utilizados nos diferentes processos e setores industriais metais pesados (vide abaixo PDF disponível para download).

O termo “metal pesado”, amplamente utilizado, não possui uma definição única. A definição mais difundida é aquela relacionada com a saúde pública, metais pesados são aqueles que apresentam efeitos adversos à saúde humana, são metais altamente reativos e bioacumuláveis, ou seja, os organismos não são capazes de eliminá-los.

Quimicamente, são os metais definidos no grupo de elementos situados entre o cobre e o chumbo na tabela periódica tendo pesos atômicos ente 63,546 e 200,590 e densidade superior a 4,0 g/cm3. Muitos metais são essenciais para o crescimento de todos os tipos de organismos, desde as bactérias até mesmo o ser humano, mas eles são requeridos em baixas concentrações e podem danificar sistemas biológicos.

Os seres vivos necessitam de pequenas quantidades de alguns desses metais, incluindo cobalto, cobre, manganês, molibdênio, vanádio, estrôncio, e zinco, para a realização de funções vitais no organismo. Porém, níveis excessivos desses elementos podem ser extremamente tóxicos. Outros metais pesados como o mercúrio, chumbo e cádmio não possuem nenhuma função dentro dos organismos e a sua acumulação pode provocar graves doenças, sobretudo nos mamíferos.

Quando lançados como resíduos industriais, na água, no solo ou no ar, esses elementos podem ser absorvidos pelos vegetais e animais das proximidades, provocando graves intoxicações ao longo da cadeia alimentar.

Apesar de alguns destes elementos serem essenciais para os seres vivos em baixas concentrações, esses metais estão associados com poluição e toxicidade. E não estar consciente disso no processo de escolhas de materiais, processos de transformação, manuseio, uso e descarte, coloca-nos como co-responsáveis pelas futuros inconvenientes que estes metais provoquem nos organismos vivos.

A manifestação dos efeitos tóxicos está associada à dose e pode distribuir-se por todo o organismo, afetando vários órgãos, alterando os processos bioquímicos, organelas e membranas celulares. Acredita-se que pessoas idosas e crianças sejam mais suscetíveis às substâncias tóxicas.

As principais fontes de exposição aos metais tóxicos são os alimentos, observando-se um elevado índice de absorção gastrointestinal. Os metais pesados surgem nas águas naturais devido aos lançamentos de efluentes industriais tais como os gerados em indústrias extrativistas de metais, indústrias de tintas e pigmentos e, especialmente, as galvanoplastias, que se espalham em grande número nas periferias das grandes cidades.

Além dessas, os metais pesados ainda podem estar presentes em efluentes de indústrias químicas, como as de formulação de compostos orgânicos e de elementos e compostos inorgânicos, indústrias de couros, peles e produtos similares, indústrias do ferro e do aço, lavanderias e indústria de petróleo.

O design do século XXI exige dos profissionais um compromisso maior com as escolhas e decisões para o desenvolvimento de novos produtos. Em cada um de nós estão as soluções – ou pelo menos indicações e sugestões – para a seleção de materiais e processos de transformação.

Conhecer os metais pesados e quais suas consequências é mais um passo para melhorar nosso processo de desenvolvimento.

Clique aqui para fazer o download com a descrição dos metais pesados.

Tags: