Desenhado pela natureza

Por Editor DesignBrasil

Cada vez mais designers e arquitetos têm voltado os olhos para a natureza, buscando aprender com ela formas de redesenhar e melhorar objetos, espaços e cidades. A chamada biomimética é um campo multidisciplinar, que observa os padrões da natureza.

O termo vem da junção de “bios” (vida) e “mímesis” (imitação), assim, a biomimética seria uma tentativa de reprodução das funções da natureza e suas estratégias, com o objetivo de solucionar problemas do cotidiano.

Há diversos exemplos disso ao nosso redor, como o velcro, cuja tecnologia foi desenvolvida pelo engenheiro suíço George Mestral, ao observar sementes cheias de pequenos espinhos que grudavam nos pelos de seu cachorro.

Já o designer holandês Joris Laarman criou uma série de móveis a partir de um programa de computador que simula o crescimento dos ossos. O processo deu origem a uma poltrona de alta resistência a partir de uma pequena quantidade de material, tudo produzido por meio da fabricação digital.

No mundo do esporte, os trajes de natação do norte-americano Michael Phelps foram desenhados a partir do estudo do sistema biológico dos peixes, para garantir o menor atrito possível com a água.

O arquiteto Marko Brajovic, com quem já trabalhei, é um dos expoentes da biomimética no Brasil, criando espaços e produtos inovadores, como uma estrutura inflável que desenvolveu para a “Virada Digital” de Paraty (RJ), em 2012.

A estrutura desenhada por ele imita a hidrodinâmica da estrela-do-mar, que permite que ela se fixe com força suficiente para enfrentar as altas correntezas. Esses dados foram utilizados como base para gerar a forma e a proporção do projeto. Brajovic me explicou que se interessa por aplicar na arquitetura as soluções encontradas pela vida para continuar existindo.

Nada mais natural. Se estamos cada vez mais dependentes de máquinas e da tecnologia, também queremos retomar o que é orgânico. A natureza pode, dessa forma, ser aliada do digital, como um modo de evoluir, inovar e desenhar um futuro mais sustentável e mais humano. Tudo está conectado.

Guto Requena

** Guto Requena é arquiteto graduado pela USP. Escreve na Folha de São Paulo. Artigo publicado em 02/08/2015. Veja o original em http://www1.folha.uol.com.br/colunas/gutorequena/2015/08/1663195-desenhado-pela-natureza.shtml

Mais informações sobre o autor em http://www.gutorequena.com.br/site/