Design de produto gestual ou digital?

Por Editor DesignBrasil

Design de produto gestual ou digital?

<?xml:namespace prefix = o ns = “urn:schemas-microsoft-com:office:office” />

 

O artigo discute como o processo singular de criação dos designers de produto leva à coexistência de ferramentas manuais e digitais, como o sketch e softwares de modelamento 3D de última geração.

Designers têm usado e abusado dos recursos digitais, revolucionando os meios de representação tradicionais. Através de softwares 3D, é possível viabilizar novos produtos, em curto espaço de tempo, combinando a rapidez e a precisão do cálculo matemático com uma invejável qualidade gráfica à la Spielberg.

O Design industrial, especificamente, tem se beneficiado cada vez mais das ferramentas digitais. Através delas, processo de integração entre áreas de conhecimento está potencialmente muito superior, pois a informação digital é facilmente compartilhável. Quando associadas à Internet (pesquisa, download, salas de discussão), permitem melhor controle sobre o processo de desenvolvimento de produto e reduzem as tradicionais ´traduções de projeto, permitindo maior fidelidade do produto final ao conceito gerado pelo designer.

No entanto, a pedra de toque dos designers, a nossa característica singular – o talento de gerar, através de um processo analítico-criativo, novas conexões de informação técnica, estética e de interface do produto com o usuário-, ainda depende da utilização de ferramentas tradicionais como desenho à mão livre, o sketch, a maquete ou modelo confeccionado em madeira, espuma ou clay. Através delas, revela-se o toque de arte, que todo designer deve expressar com grande intensidade.

A singularidade do processo criativo do design de produto está em sua necessidade paradoxal de se adotar, em um mesmo processo de trabalho, ferramentas que operem tanto no ´modo´ intuitivo holístico como instrumentos que atendam aos requisitos lógico-analíticos, típicos das ciências exatas.

As ferramentas digitais aplicadas ao design industrial CAID- ainda estão em processo de amadurecimento, buscando combinar recursos provenientes do mundo da animação cinematográfica com os sistemas de modelagem 3D provenientes das áreas de engenharia, como é o caso de programas da Alias Wavefront e da PTC.

As ferramentas digitais podem ser utilizadas com grande competência, mesmo nas fases iniciais de criação. Há muito profissionais experientes que iniciam seus projetos diretamente no CorelDraw ou no Alias. A combinação do ponto forte de cada instrumento expressão intuitiva para as ferramentas manuais e expressão lógico matemática para as ferramentas digitais pode enriquecer enormemente o processo de trabalho.

No entanto, a expressão manual ainda é considerada por muitos profissionais fundamental para se obter a plástica da escultura, uma vez que os equipamentos digitais ainda não traduziriam com perfeição o gestual e a espontaneidade característica do trabalho manual.

Atualmente ocorre a afirmação de um novo estilo de expressão manual, coerente com a redução do tempo de criação e da crescente integração entre áreas. No passado, voltadas à precisão dimensional e acuidade de traços, as ferramentas manuais, como o sketch e a maquete, adquiriram o significado de caricaturas, facilitando a expressão do todo como visão intuitiva e artística do designer. Quando combinadas com programas como Photoshop e CorelDraw, permitem novas possibilidades de representação gráfica e de comunicação com as áreas de engenharia.

Modelos usinados digitalmente em 3D simplificados, tais como Rhinoceros, podem ser refinados manualmente, ao mesmo tempo, modelos volumétricos simplificados realizados anualmente podem ser escanerizados e detalhados em um processo de reconstrução e alisamento de superfícies, utilizando, por exemplo, IceMSurf. A mescla inteligente das ferramentas manuais e digitais durante as fases de desenvolvimento possibilita redução de tempo de execução e aumento de qualidade, garantindo ao produto final a percepção do talento do artesão, bem como um afinado senso analítico da engenharia.

Tags: