O que você sabe sobre tendências criativas?

Por Editor DesignBrasil

 

 

 

Julliana Bauer

 

Você sabe o que significa o termo “tendências criativas”? Pois este será o tema da palestra de Fabio Issao, o diretor de design estratégico da Mandalah na Semana D – Festival de Design. A Mandalah tem desde 2006 o ideal de mostrar às organizações com as quais trabalha uma forma de crescer e gerar valor social, em uma conciliação de lucro e propósito.

Issao é publicitário e foi sócio-fundador de três estúdios de design e branding. Há três anos na Mandalah, já trabalhou com gigantes como Nike, GM, Pepsi, AIG, Natura e Rio2016 e também com startups como Oppa, Olook, EduK e Bidu.

A Semana D – Festival de Design está em sua terceira edição e tem a proposta de mostrar para a comunidade que o design não precisa ser elitista. O evento, que acontece entre os dias 01 e 06 de outubro em Curitiba, esse ano tem como tema “O Design Transforma”.  Realizada pelo Centro Brasil Design, pela Prodesign>PR e com patrocínio do SEBRAE e do Unicuritiba, a Semana D é um festival de design moldado de acordo com eventos similares que acontecem anualmente na Europa.

Confira a entrevista:

Como você explicaria o termo “tendências criativas”?

Eu gosto do conceito de “zeitgeist”, de espírito do tempo, como uma dimensão onde flutuam a cultura e o pensamento. Um oceano de ideias, aspirações e emoções que, continuamente afeta e é afetado pelo individual e coletivo. Nesse sentido, a criatividade é uma manifestação essencial desse diálogo.

No Brasil, essas tendências se diferenciam das de outras partes do mundo?

Definitivamente. Há um DNA essencialmente brasileiro no modo de ver, sentir, pensar e agir, que se expressa vivamente na forma de uma produção cultural plural, híbrida e aberta ao diálogo com o mundo. Observando a fundo, cada parte do mundo revela aspectos diferenciados e únicos.

Para uma empresa, qual a importância de se estar ligado nas tendências criativas?

Importante é estar presente, observando, sem julgamento, mas de forma objetiva, o que acontece. A partir desse estado de neutralidade é que os insights e conexões se manifestam e, com eles, a matéria-prima para a criatividade.

Como podemos estimular nossa criatividade no dia a dia, de forma a sermos mais produtivos?

Acredito que, antes de qualquer coisa, você precisa estar aberto, receptivo a ela. Isso significa permitir-se experimentar o cotidiano, os relacionamentos e a vida com o espírito livre, desapegado. Isso se você acredita que, de fato, você não é o dono da criatividade, mas um veículo para ela.

Serviço

Palestra:Tendências Criativas – A forma que o mundo se projeta, com Fabio Issao

05/10 às 15h15 – Museu Oscar Niemeyer

semanad.com.br

Curitiba – PR

Veja também

1 Comentário

  1. eliane de sant anna chamusco disse:

    Gostei muito da materia e gostaria de estar em contato com voces para poder participar dos eventos …