Você quer ganhar um prêmio internacional de design?

Por Centro Brasil Design

Infográficos: Juliana Mayumi

 

Em prêmios internacionais e de grande credibilidade, a seção do júri é um dos momentos mais importantes no ciclo de cada edição. Cada prêmio tem seu perfil de avaliação e critérios específicos. No caso do iF Design Awards, são mais de 50 profissionais divididos por categorias de conhecimento e especialidade, ou seja, os jurados sempre têm capacidade técnica para avaliar e julgar os projetos em questão nas áreas de produto, embalagem e comunicação. O corpo de jurados muda todo ano e sempre a prioridade é ter um jurado de cada país. Na avaliação de produtos e embalagens, não são avaliados todos os critérios para cada projeto, mas sim aqueles que são pertinentes a cada categoria.

Os critérios de avaliação considerados para produtos são: qualidade do design, acabamento, escolha de materiais, grau de inovação, impacto ambiental, funcionalidade, segurança, valor da marca e design universal.

Já os critérios de avaliação para embalagens levados em conta são também aspectos de produção e logística, simbolismo e independência.

Confira a opinião de quem conquistou prêmios de design:

 

Em 2012, recebemos oito prêmios de Design pelas nossas linhas de cadeados multiuso. Foram seis Idea/Brasil, um Museu da Casa Brasileira e um reconhecimento internacional – o iF Product Design Awards. Os prêmios são resultados da nossa busca constante em oferecer versatilidade e qualidade. O design consiste em aprimorar seu produto para que possa ir além de suas funções comuns.  Um ótimo exemplo é o cadeado Node, que além de cumprir seu tradicional desempenho, auxilia a solucionar pequenas questões cotidianas como lacrar pacotes de biscoito ou organizar fios de computadores. A versatilidade do Node nos rendeu três prêmios Idea/Brasil nos quesitos Destaque Produto Inovação do Ano, Acessórios Pessoais e Estratégia de Design; e também o 26º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira, na categoria Utensílios. Todo esse reconhecimento tem sido importante para reforçar a nossa marca e mostrar que estamos antenados ao mercado e às necessidades do consumidor.”

Sandra Papaiz, superintendente da Papaiz

 

 

A Questto|Nó não faz projetos pensando em prêmios, mas há muito tempo nos valemos das premiações nas nossas estratégias de consolidação tanto da nossa marca, como também na marca dos nossos clientes. Ao longo deste tempo acabamos desenvolvendo alguns critérios para seleção dos prêmios que vamos submeter nossos projetos, como também para definir que projetos são estes e como devemos criar a argumentação para o processo de inscrição. Precisamos lembrar que há sempre um corpo de jurados que vai avaliar nosso trabalho e por conta disso todo o material enviado precisa comunicar muito bem o que estamos apresentando, tanto nos textos como nas imagens. Sempre que possível, fazemos diagramas sobre o conceito do projeto, dos desafios, dos resultados, pensando muito na forma que o júri vai ler tudo isso. Temos certeza que uma quantidade importante de clientes que temos hoje nos conheceu através da mídia espontânea gerada nas premiações, atestando de forma imparcial a qualidade dos projetos que realizamos.

Levi Girardi, Questto Nó